sábado, outubro 23, 2021
InícioPoderVereadores cobram ações do Executivo em Seropédica

Vereadores cobram ações do Executivo em Seropédica

A sequência de cobranças da Câmara Municipal de Seropédica (CMS) ao prefeito Anabal Barbosa de Souza teve um novo capítulo na sessão desta terça-feira (14), quando vereadores se referiram aos pleitos que recebem da população ou por meio de denúncias. O vereador Nando Paixão, por exemplo, defendeu a contratação de médicos nas especialidades infectologia e reumatologia numa estratégia para conter o avanço e prevenir casos de infecção pelo vírus da chikungunya. Também se referindo à saúde, o vereador Huguinho disse que fica no ar a dúvida sobre como são obtidos os diagnósticos. “Precisamos voltar a realizar os exames, pois há dinheiro para isso. O orçamento de saúde de Seropédica é de mais de R$ 50 milhões”, lembrou ele, demonstrando indignação com o fato de o município não realizar exames laboratoriais em suas unidade

A sequência de cobranças da Câmara Municipal de Seropédica (CMS) ao prefeito Anabal Barbosa de Souza teve um novo capítulo na sessão desta terça-feira (14), quando vereadores se referiram aos pleitos que recebem da população ou por meio de denúncias. O vereador Nando Paixão, por exemplo, defendeu a contratação de médicos nas especialidades infectologia e reumatologia numa estratégia para conter o avanço e prevenir casos de infecção pelo vírus da chikungunya.

Também se referindo à saúde, o vereador Huguinho disse que fica no ar a dúvida sobre como são obtidos os diagnósticos. “Precisamos voltar a realizar os exames, pois há dinheiro para isso. O orçamento de saúde de Seropédica é de mais de R$ 50 milhões”, lembrou ele, demonstrando indignação com o fato de o município não realizar exames laboratoriais em suas unidades de saúde.

Vice-presidente da CMS, o vereador Anderson Medeiros também bateu na tecla da saúde. “A gente acaba sendo cobrado além da conta, somos cobrados por responsabilidades que são do Poder Executivo, que deveria ter secretários da nossa cidade, porque muitos dos que aí estão ou que já passaram não conhecem a problemática da nossa cidade, não veem o que os moradores estão passando. É inadmissível estarmos num surto de chicungunya e a prefeitura não realizar uma campanha para combater isso. Estamos sem exames laboratoriais, isso é vergonhoso”, salientou ele.

Já o vereador Bruno de Depósito solicitou urgência nos serviços de iluminação, limpeza e coleta de lixo semanalmente na Praça do Km 39, o que mereceu aprovação dos colegas. Aproveitando o ensejo, o vereador Aguinaldo Luís pontuou outras mazelas. “A nossa cidade hoje vive um caos, quem anda nas ruas de Seropédica vê. Fui ao 40, estava cheio de lixo; fui ao bairro Boa Esperança, cheio de lixo; o centro da cidade, repleto de lixo. A cidade não tem exames laboratoriais. No processo da divisa com Itaguaí, temos 90% de chances de perder. O município tem dinheiro, há recurso próprio, além de verbas federais. Então, o governo tem que entender o mais rápido possível que não adianta ter dinheiro se não tiver capacidade administrativa”, criticou.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!