Quem somos

Idealizado pelo jornalista itaguaiense Marcelo Godinho, o Jornal Atual lançou sua primeira edição em 9 de fevereiro de 2001 durante um coquetel na antiga lanchonete Koffe & Koisas, então localizada às margens da Rodovia Rio-Santos.

O projeto começou com um exemplar contendo 16 páginas de notícias no formato standard com um encarte de classificados com quatro páginas no formato tabloide, todas impressas em preto e branco. A segunda edição saiu 40 dias depois e a partir da terceira edição, o jornal passou a ser quinzenal. Em outubro do mesmo ano adotou a periodicidade semanal.

Inicialmente vendido nas bancas por R$ 0,25, o Atual começou focando na cidade de Itaguaí, mas logo expandiu sua circulação para as cidades de Mangaratiba e Seropédica ainda no final de 2001. Durante a primeira década, ampliou ainda mais seu alcance, chegando a circular em Angra dos Reis, Paraty, Rio Claro e Paracambi, e estendendo sua presença na Zona Oeste do Rio de Janeiro, particularmente em Santa Cruz e Campo Grande, onde lançou uma edição especial intitulada “Jornal Atual ZO”, que chegou a ter 59 edições semanais.

A primeira transformação significativa ocorreu em outubro de 2006, quando o jornal adotou o formato tabloide berliner, formato intermediário entre o stardard e o trabloide, medindo 25 X 37 cm. Em 2010, o primeiro grande desafio: passou a ser um jornal diário, com publicações quatro vezes por semana. No ano de 2015, o jornal chegou a registrar 29 funcionários no regime CLT, além contar com cinco colaboradores indiretos, estes encarregados pela distribuição dos exemplares.

No entanto, com a ascensão das bigtechs, como a Meta e o Google, precipitou uma crise econômica no meio jornal, provocada diretamente pela mudança no comportamento de consumo de notícia pelos leitores, que tomaram pra si os smartphones como sua principal plataforma de leitura. Em 2019, o Jornal Atual enfrentou seu momento mais desafiador, tendo que desligar todos os seus colaboradores.

Com o início da pandemia em 2020, o jornal cessou suas impressões e migrou completamente para o digital, uma mudança drástica que acabou por se tornar uma redenção para a empresa. Com o recuo da pandemia, o jornal reforçou seu posicionamento digital. Em 2022, durante seu 21º aniversário, recebeu a confirmação de que conseguira um patrocínio do Meta, por intermédio do ICFJ, para implementar seu podcast, que viria a se chamar o “Podcast Atual”.

Nesse mesmo ano, também recebeu recursos adicionais para implementar outro projeto. Este, de combate a desinformação e a fake news. O Google também embarcou com apoio, primeiro oferecendo mentoria que resultou em melhorias na performance do site, e, depois, resultando em um convite que colocou o Jornal Atual – há época – entre 0s 133 veículos de comunicação do Brasil a integrar a plataforma Google Notícias, com direito a remuneração.

Em 2023, a necessidade de uma nova sede física surgiu com a implementação do Podcast Atual. Equipada com um estúdio de gravação moderno, adaptada às necessidades para pessoas com necessidades especiais, reflete o compromisso contínuo do jornal com a inovação.

Tanto o Google quanto a Meta/ICFJ continuaram a apoiar o Atual, com novas mentorias e patrocínios, agora focados em documentários para a plataforma de YouTube do jornal.

Botão Voltar ao topo
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
/* */