sábado, junho 25, 2022
InícioDestaqueTCU aprova renovação de concessão da MRS, que agora vai até 2056

TCU aprova renovação de concessão da MRS, que agora vai até 2056

Empresa vai anunciar os investimentos para Itaguaí e Mangaratiba depois da assinatura do contrato

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou o Plano de Investimentos para a renovação da concessão da MRS, empresa ferroviária que atua em Itaguaí e Mangaratiba. A companhia anunciou que as obras da renovação representam investimentos de quase R$ 10 bilhões, e que deve dobrar o transporte de Carga Geral e multiplicar por sete o volume de contêineres transportados.

A MRS já tinha conquistado junto à União o direito de explorar a malha ferroviária sudeste até 2026. Com a renovação antecipada da concessão, esse prazo se estende até 2056.

A MRS Logística atua nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Possui uma malha com 1.686 km de extensão e a principal mercadoria transportada é o minério de ferro.

ANTT

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) enviou texto à imprensa no dia 2 de junho para lembrar que os benefícios esperados a partir da prorrogação do contrato atual, por mais 30 anos, serão a obrigatoriedade de investimentos em segurança e o aumento de capacidade. A prorrogação vai antecipar investimentos que seriam feitos apenas a partir de 2027.

Grande parte da outorga deste projeto poderá ser direcionada a investimentos de interesse público, como novos investimentos na própria malha ou em outras intervenções da malha ferroviária nacional (investimentos cruzados). “Essas melhorias serão uma obrigação da concessionária”, avisa a ANTT.

ITAGUAÍ E MANGARATIBA

O Plano foi aprovado pelos ministros do TCU em sessão plenária realizada na quarta-feira (1º de junho). Houve unanimidade: todos os membros acompanharam o voto do ministro relator do processo, Jorge Oliveira.

O Tribunal de Contas da União é uma das últimas instâncias de análise do documento, que já havia sido aprovado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e chancelado pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra). Agora, a ANTT realiza uma revisão final do processo e, na sequência, a MRS estará apta a assinar o novo contrato de concessão.

Os investimentos para Itaguaí e Mangaratiba serão anunciados pela empresa depois da assinatura do contrato.

“LOGÍSTICA DE PRIMEIRO MUNDO”

A renovação da concessão da MRS Logística representará, ao todo, R$ 9,6 bilhões em investimentos ao longo dos próximos anos. Esse valor é composto pela outorga da nova concessão, que será convertida em investimentos (R$ 4,2 bilhões) somado a mais R$ 5,4 bilhões a serem investidos na ampliação de capacidade para atendimento ao crescimento de demanda previsto e aos novos parâmetros de desempenho. É um momento histórico para a MRS e para a logística nacional. As equipes da empresa se dedicaram e vem se preparando, há muito tempo, para este momento. Construímos um robusto Plano de Investimentos, que vai contribuir de forma decisiva para a ampliação da participação da ferrovia na matriz logística brasileira. A MRS já é uma das ferrovias com maior produtividade e eficiência do mundo. Com os investimentos previstos na nossa renovação vamos elevar ainda mais o nível da nossa excelência, entregando logística de primeiro mundo para os nossos clientes e, por consequência, reduzindo o custo Brasil e garantindo toda a capacidade ferroviária necessária aos portos que acessamos”, afirma o presidente da MRS Logística, Guilherme Mello.

A renovação da MRS significará diversificação ainda maior das cargas transportadas pelo modal ferroviário. Com a criação de quatro novos polos intermodais que interligarão a Região Sudeste, via ferrovia (Mooca, Lapa, Queimados e Igarapé), a empresa pretende duplicar o volume de Carga Geral (produtos industrializados, construção civil, siderúrgicos, agrícolas, entre outros) e multiplicar por sete vezes o volume transportado em contêineres. Ao somar os investimentos obrigatórios com a renovação e os demais correntes da companhia para os próximos anos, até 2056, estima-se que a MRS realizará R$ 31 bilhões em investimentos.

PRINCIPAIS PROJETOS

Com a renovação antecipada de sua concessão, a MRS prevê uma série de iniciativas. Abaixo, estão listados os principais compromissos assumidos pela MRS com a renovação:

. Segregação das linhas para trens de carga e passageiros na Região Metropolitana de São Paulo, ampliando a capacidade de ambos os sistemas. Isto também garantirá faixa de domínio para a construção do Trem Intercidades, projeto capitaneado pelo Governo do estado de SP em parceria com o MInfra;

. Construção de quatro polos intermodais integradores da Região Sudeste. Os polos serão na cidade de São Paulo (Mooca e Lapa), Igarapé (MG) e Queimados (RJ);

. Ampliar em mais de 100% a capacidade dos acessos ferroviários ao Porto de Santos (margem direita e esquerda), garantindo capacidade não só para os trens MRS, mas também para outras ferrovias que acessam o cais santista;

. Ampliação dos acessos ferroviários ao Porto do Rio;

. Investimentos em viadutos, passarelas, vedações (muros de segurança), passagens em nível, direcionadores de fluxo e soluções extraordinárias para melhorar a segurança e reduzir as interferências entre a cidade e a ferrovia nas comunidades;

. Aquisição de novas locomotivas e vagões para atender ao aumento da demanda;

. Compra de equipamentos para a manutenção da via férrea;

. Ampliação de pátios ferroviários nos três estados onde a MRS atua.

Matérias relacionadas

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!