sábado, dezembro 4, 2021
InícioSem categoriaSessão solene celebra 201 anos de Itaguaí

Sessão solene celebra 201 anos de Itaguaí

Solenidade foi marcada pela tradicional entrega de títulos de cidadão benemérito e itaguaiense a diversas personalidades e a gente do povo RENATO REIS renato.reis@jornalatual.com.br Como era de esperar, a sessão solene que celebrou os 201 anos de emancipação político-administrativa de Itaguaí, realizada na Câmara Municipal de Itaguaí (CMI), nesta terça-feira (5) não teve uma representação oficial do Poder Executivo, o que evidenciou mais uma vez o clima de beligerância existente entre parte do Legislativo e o governo do presidente Carlo Busatto Junior, o Charlinho. Mesmo com o tempo chuvoso, o plenário estava praticamente lotado. Entre os homenageados estavam o secretário de estado de Iniciativas Estratégicas, Roberto Bezerra Motta; o reitor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Ricardo Luiz Louro Berbara; os deputados fe

Solenidade foi marcada pela tradicional entrega de títulos de cidadão benemérito e itaguaiense a diversas personalidades e a gente do povo

RENATO REIS
renato.reis@jornalatual.com.br

Como era de esperar, a sessão solene que celebrou os 201 anos de emancipação político-administrativa de Itaguaí, realizada na Câmara Municipal de Itaguaí (CMI), nesta terça-feira (5) não teve uma representação oficial do Poder Executivo, o que evidenciou mais uma vez o clima de beligerância existente entre parte do Legislativo e o governo do presidente Carlo Busatto Junior, o Charlinho. Mesmo com o tempo chuvoso, o plenário estava praticamente lotado.
Entre os homenageados estavam o secretário de estado de Iniciativas Estratégicas, Roberto Bezerra Motta; o reitor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Ricardo Luiz Louro Berbara; os deputados federais Otoni de Paula Júnior (PSC-RJ), João Carlos Soares Gurgel (PSL-RJ), Daniel Lucio da Silveira (PSL-RJ) e Charlles Thomacelli Evangelista (PSL-MG); e a deputada estadual Sheila Aparecida Pedrosa de Mello Oliveira (PSL-MG).
Comandada pelo presidente da CMI, vereador Rubem Vieira de Souza, a sessão foi iniciada com a execução do Hino Nacional Brasileiro, pela Corporação Musical Maestro Ilson de Lima, que ao final também tocou o Hino de Itaguaí. Com uma celeridade pouco vista em eventos do gênero, a etapa seguinte foi a da entrega dos títulos de cidadão benemérito, somando 10 nomes, e itaguaiense, totalizando 50 homenageados. Uma ausência notada foi a do vereador Nisan Cezar dos Reis Santos (PSD).
O presidente da sessão também aproveitou a oportunidade para declarar inaugurada a Tribuna de Honra Vereador Enos Lage Bento, numa homenagem póstuma ao ex-presidente do Legislativo itaguaiense. O local é formado pela primeira fileira de cadeiras disposta na assistência. Depois, o vereador Rubem Vieira dirigiu-se aos homenageados dizendo que todos eram merecedores da deferência por conta de seus históricos analisados pela CMI. “Vocês têm um grande trabalho que contribuiu para o desenvolvimento da cidade. A festa é de vocês, porque vocês constroem Itaguaí”, disse o presidente.
No encerramento de mais uma etapa da solenidade, o pastor Herman Teixeira da Silva, da Igreja Assembleia de Deus de Vila Margarida, foi convidado pelo presidente Rubem Vieira para fazer uma oração pela cidade de Itaguaí. Em suas palavras, o religioso pediu bênçãos para a cidade e agradeceu a Deus pelo momento de comunhão vivido durante a cerimônia Após a cerimônia, os presentes foram convidados para um coquetel de confraternização realizado no Salão Vereador José Carlos Amorim, anexo ao plenário.

Charlinho fala em coração apertado


Ausente sem justificar uma motivação plausível, o prefeito Charlinho não deixou de tornar conhecidas as suas razões pelas quais não compareceu a mais importante solenidade cívica do município. Por meio de texto lido pelo líder do governo na CMI, vereador Sandro da Hermínio, ele disse que se sente triste com os recentes acontecimentos provocados por questões políticas, citando especificamente o cancelamento da Expo Itaguaí, que, segundo ele, seria um evento simples e sem custo elevado. “Estou com o coração apertado por não comparecer”, disse. Caso o fizesse, seria obrigado a estar próximo de vereadores que com muita frequência apontam várias falhas e fazem seríssimas acusações a sua administração.

Para os homenageados, memórias e compromissos com a cidade

Representando os homenageados, o deputado federal Otoni de Paula Júnior falou sobre a estagnação econômica da cidade, acentuando que ela representa também a estagnação do estado. “Mas a cidade haverá de ressurgir”, concluiu. Em seguida foi convidada a ocupar a tribuna a hoje deputada estadual de Minas Gerais, Sheila Aparecida Pedrosa de Mello Oliveira, que lembrou seu tempo de estudante no Colégio Cenecista Luiz Murat, recordando ainda da diretora Yolanda Rangel Pereira, fato que arrancou animados aplausos da plateia. A parlamentar não esqueceu de se referir ainda a passagens dela pela cidade em sua atuação profissional como integrante da Polícia Civil. No final, ela falou dos momentos de dificuldade e enfatizou a luta das mulheres pela igualdade de direitos.
Decano entre os parlamentares, o vereador Genildo Gandra (PDT) discursou em nome de todos os colegas. Depois de se congratular com os homenageados, ele disse que todos agora têm a responsabilidade de ajudar ainda mais a cidade a se desenvolver. Dirigindo-se aos parlamentares federais presentes, ele falou do compromisso de ajudar a cidade a caminhar nesse momento difícil. No final classificou a cerimônia como ocasião marcante para a história de Itaguaí.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!