segunda-feira, outubro 25, 2021
InícioSem categoriaOrientações sobre captação de recursos em tempos de pandemia

Orientações sobre captação de recursos em tempos de pandemia

O podcast “Só no Social” entrou no ar no dia 8 de junho e desde então apresenta, toda segunda-feira, um novo programa com o objetivo de contribuir na construção de pautas sobre o investimento social privado, alinhando premissas e expectativas. São ao todo seis programas e 17 convidados, que abordarão temas como sustentabilidade econômica e responsabilidade social corporativa. O programa é um bate-papo com temáticas de captação de recursos para ONGs e investimento social de empresas, com o objetivo levar informação, inspiração e orientação sobre sustentabilidade econômica para organizações da sociedade civil e empresas na perspectiva do investimento social.

“Acompanhamos um volume de recursos de mais de R$ 1 bilhão numa mobilização inédita que já é o maior movimento de doações da história do país, mas que não estão sendo

O podcast “Só no Social” entrou no ar no dia 8 de junho e desde então apresenta, toda segunda-feira, um novo programa com o objetivo de contribuir na construção de pautas sobre o investimento social privado, alinhando premissas e expectativas. São ao todo seis programas e 17 convidados, que abordarão temas como sustentabilidade econômica e responsabilidade social corporativa. O programa é um bate-papo com temáticas de captação de recursos para ONGs e investimento social de empresas, com o objetivo levar informação, inspiração e orientação sobre sustentabilidade econômica para organizações da sociedade civil e empresas na perspectiva do investimento social.

“Acompanhamos um volume de recursos de mais de R$ 1 bilhão numa mobilização inédita que já é o maior movimento de doações da história do país, mas que não estão sendo direcionados para as organizações, que, assim, vão para as ruas em um momento em que são extremamente necessárias e com menos recursos que nunca”
Paulo Hauss
Funperj

Distribuído nas principais plataformas de áudio, os programas do Só no Social abordarão os seguintes temas: “Como ficam as OSCs e o investimento social durante a pandemia?”, “Inovação em captação de recursos”, “Leis de incentivo”, “Parcerias mistas: governo”, “iniciativa privada e OSCs”, “Fontes de fomento e oportunidades de investimento social” e “Tendências para o pós-covid”.

Participam dos programas especialistas ativos e influentes no terceiro setor, com condições de amplificar uma discussão necessária e consciente. São nomes como Alan Maia, da ONG Agência do Bem; Zilma Ferreira, do Instituto Invepar; Paulo Hauss, da Federação de Fundações e Associações do Rio de Janeiro (Funperj); Helen Pedroso, do Instituto Ronald; Augusto Corrêa, do Grupo + Unidos; Ingrid Buckmann, do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis; William Boudakian, do Instituto Família Barrichello e da Rede Esporte para Mudança Social; o secretário municipal de Cultura de Niterói, Victor de Wolf; Custódio Pereira, do Fórum Nacional de Instituições Filantrópicas; Ana Asti, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico; Zizete Ferreira, especialista em convênios; Graciela Selaimen, da Fundação Ford; Tomás Carmona, da SulAmérica Seguros; Douglas Nicolau, da Start Up Incentiv.me; Rogério Bressan, da Fundação Banco do Brasil; Carlos Magno, da Firjan; e a Ana Flávia Godoi, da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR).

O podcast foi ganhador do Edital do Fundo Alumini de Resposta Rápida para projetos virtuais da Embaixada EUA e dos consulados dos EUA no Brasil. A inspiração para o projeto veio da realidade difícil das Organizações Sociais evidenciada na pesquisa com organizações do Rio de Janeiro e São Paulo pela ONG Agência do Bem, segundo a qual 67% delas tiveram queda de arrecadação de suas receitas acima de cinquenta por cento após o início da pandemia, 83% preveem riscos concretos de fecharem suas portas e, 58% encerraram projetos e atendimentos no curto prazo.

No primeiro programa, Paulo Hauss, da Funperj, falou sobre o fluxo de recursos. “Acompanhamos o grande volume de recursos (monetário, tempo, tecnologia etc) que segundo a ABCR, movimentou mais de R$ 1 bilhão nas primeiras semanas e que essa mobilização é inédita e já é o maior movimento de doações da história do país, mas que não necessariamente estão sendo direcionados para as organizações, que, assim, estão indo para as ruas em um momento em que são extremamente necessárias e com menos recursos que nunca.

 

Onde ouvir

Anchor: https://anchor.fm/sonosocial
Breaker: https://www.breaker.audio/so-no-social
Pocket Casts: https://pca.st/118fe56u
RadioPublic: https://radiopublic.com/s-no-social-8Xe7dA
Spotify: https://open.spotify.com/show/0aI7oIUFxBr2rNmHCqyVF4

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!