terça-feira, outubro 26, 2021
InícioPoderMais um pedido de cassação do prefeito Charlinho protocolado na Câmara de...

Mais um pedido de cassação do prefeito Charlinho protocolado na Câmara de Itaguaí

Mais um pedido de abertura de Comissão Processante relacionado a ato do chefe do Poder Executivo foi protocolado na Câmara Municipal de Itaguaí (CMI).  Desta vez a solicitação é embasada em denúncias de nepotismo.  O pedido de abertura de Comissão Processante foi protocolado na terça-feira (26), pela servidora municipal e dirigente do Movimento Unificado dos Servidores de Itaguaí (Muspi) e do Sindicato Municipal dos Servidores da Saúde, Hellen Oliveira Senna.

De acordo com a reportagem da 1ª edição do RJTV, a procuradoria da CMI aceitou o processo que será levado apreciação do plenário na semana que vem, mais provavelmente, na próxima quinta-feira, 5 de dezembro. Caso os vereadores aceitem a denúncia, três vereadores serão sorteados para conduzirem o processo de cassação do prefeito Carlo Busatto Júnior (MDB), o Charlinho e do vic

Mais um pedido de abertura de Comissão Processante relacionado a ato do chefe do Poder Executivo foi protocolado na Câmara Municipal de Itaguaí (CMI).  Desta vez a solicitação é embasada em denúncias de nepotismo.  O pedido de abertura de Comissão Processante foi protocolado na terça-feira (26), pela servidora municipal e dirigente do Movimento Unificado dos Servidores de Itaguaí (Muspi) e do Sindicato Municipal dos Servidores da Saúde, Hellen Oliveira Senna.

De acordo com a reportagem da 1ª edição do RJTV, a procuradoria da CMI aceitou o processo que será levado apreciação do plenário na semana que vem, mais provavelmente, na próxima quinta-feira, 5 de dezembro. Caso os vereadores aceitem a denúncia, três vereadores serão sorteados para conduzirem o processo de cassação do prefeito Carlo Busatto Júnior (MDB), o Charlinho e do vice-prefeito Abeirlad Goulart de Souza Filho, o Abeilardinho. A apuração das denúncias até a votação final será de 90 dias.

O vereador André Amorim publicou em sua página no facebook, na manhã de quarta-feira (27), uma postagem sobre o pedido de abertura de Comissão Processante que foi protocolado na CMI. Segundo o parlamentar, o documento protocolado é baseado em denúncias feitas por ele anteriormente, relacionadas ao nepotismo em Itaguaí.

De acordo com a postagem do vereador, a denúncia tem mais de 100 páginas que aponta quase uma centena de pessoas que podem estar envolvidas nessa prática. A publicação do vereador foi postada na quarta-feira após a entrevista a equipe do RJTV.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!