quinta-feira, dezembro 9, 2021
InícioDestaqueVale vai transportar empregados de Itaguaí em ônibus elétrico

Vale vai transportar empregados de Itaguaí em ônibus elétrico

Empresa aguarda todas as autorizações para trafegar de forma inédita

A Vale realizará um projeto piloto com um ônibus 100% elétrico no transporte de empregados dentro da Companhia Portuária Baía de Sepetiba (CPBS), em Itaguaí. Atualmente, a empresa aguarda a emissão de todas as autorizações necessárias para a utilização do veículo. O ônibus tem autonomia para percorrer 300 km e um tempo de recarga de 6 horas. O veículo passará por avaliação de performance e viabilidade durante 36 meses. A montagem do veículo ocorreu em São Paulo. A empresa Serra Verde – prestadora de serviços de transporte para a Vale – adquiriu o modelo, que é adaptado para cadeirantes. A capacidade total é de 40 passageiros. Mas, durante a pandemia, de acordo com os protocolos de prevenção, o ônibus transportará no máximo 20 pessoas. O projeto faz parte da estratégia da Vale de se tornar carbono zero até

A Vale realizará um projeto piloto com um ônibus 100% elétrico no transporte de empregados dentro da Companhia Portuária Baía de Sepetiba (CPBS), em Itaguaí. Atualmente, a empresa aguarda a emissão de todas as autorizações necessárias para a utilização do veículo.

O ônibus tem autonomia para percorrer 300 km e um tempo de recarga de 6 horas. O veículo passará por avaliação de performance e viabilidade durante 36 meses.

A montagem do veículo ocorreu em São Paulo. A empresa Serra Verde – prestadora de serviços de transporte para a Vale – adquiriu o modelo, que é adaptado para cadeirantes.

A capacidade total é de 40 passageiros. Mas, durante a pandemia, de acordo com os protocolos de prevenção, o ônibus transportará no máximo 20 pessoas.

O projeto faz parte da estratégia da Vale de se tornar carbono zero até 2050.

MEIO AMBIENTE AGRADECE

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) divulgou um relatório da Bloomberg New Energy Finance (BNEF) que mostra o seguinte: os carros elétricos devem passar de 2 milhões para 56 milhões de unidades até 2040, o que corresponde a mais da metade dos veículos do mundo.

O motivo é que a produção desses carros elétricos custarão menos, e a previsão é que tenham cada vez mais espaço no mercado automotivo mundial. Já a venda dos carros convencionais, abastecidos com combustível, cairá de 85 milhões para 42 milhões.

O meio ambiente agradece, pois, apesar do crescimento do número de carros em circulação, não haverá tanta emissão dos gases tóxicos que contribuem para o aquecimento global.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!