segunda-feira, outubro 18, 2021
InícioMangaratibaNovos livros acessíveis nas escolas de Mangaratiba

Novos livros acessíveis nas escolas de Mangaratiba

Mais de 50 livros da coletânea de Literatura Acessível foram doados pelo Instituto Incluir

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer de Mangaratiba, por meio da Superintendência de Projetos Educacionais, informou que recebeu esta semana do Instituto Incluir mais de 50 livros da coletânea de Literatura Acessível. De acordo com a superintendência, o acervo, que será enviado para as unidades escolares, é formado por títulos infanto-juvenis que, além da leitura simples em língua portuguesa, contam com QR Code, código que permite ao leitor ter acesso a versão do livro em Libras e com audiodescrição. Algumas obras ainda possuem outro recurso da tecnologia assistiva, o Braille. Segundo diretor de Projetos Educacionais da Secretaria de Educação, Daniel Martinez, os livros da coletânea não só cuidam da acessibilidade e da inclusão, mas, também retratam de forma humanizada as diferenças e pluralidades dos cidadãos. “Essas di

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer de Mangaratiba, por meio da Superintendência de Projetos Educacionais, informou que recebeu esta semana do Instituto Incluir mais de 50 livros da coletânea de Literatura Acessível. De acordo com a superintendência, o acervo, que será enviado para as unidades escolares, é formado por títulos infanto-juvenis que, além da leitura simples em língua portuguesa, contam com QR Code, código que permite ao leitor ter acesso a versão do livro em Libras e com audiodescrição. Algumas obras ainda possuem outro recurso da tecnologia assistiva, o Braille.

Segundo diretor de Projetos Educacionais da Secretaria de Educação, Daniel Martinez, os livros da coletânea não só cuidam da acessibilidade e da inclusão, mas, também retratam de forma humanizada as diferenças e pluralidades dos cidadãos. “Essas diferenças são tão presentes na sociedade e no universo escolar, que esses livros acessíveis serão grandes facilitadores para o desenvolvimento de ações pedagógicas sobre diversidade. Eles vão contribuir com uma real democratização dos espaços escolares e auxiliar bastante na convivência dos nossos alunos”, explicou.

Os títulos recebidos, são: “O menino que escrevia com os pés”, “O melhor amigo da bengala”, “A menina que perdeu a perna”, “A princesa que tinha um cromossomo a mais” e “Ico e o mundo que queremos construir”, vencedor do Prêmio Ecos da Cultura (2020). Carina Alves é autora de todas as obras. “Quero agradecer ao Instituto Incluir por este presente. Tenho certeza que esses livros farão diferença no dia a dia dos nossos alunos e nos ajudaram a construir um ambiente cada vez mais inclusivo”, destacou a secretária de Educação, Esporte e Lazer, Brena Maia.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!