segunda-feira, outubro 18, 2021
InícioSem categoriaSepe apresenta reivindicações na Câmara de Mangaratiba

Sepe apresenta reivindicações na Câmara de Mangaratiba

Durante a sessão desta terça-feira (30), da Câmara Municipal de Mangaratiba (CMM), após as leituras da ata da sessão anterior e dos expedientes expedidos e recebidos, o presidente da casa, vereador Charlies da Vídeo Locadora, assim como havia prometido na última sessão, autorizou que uma representante dos servidores da educação usasse a tribuna para fazer a leitura da pauta de reivindicações do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (Sepe), núcleo Mangaratiba, para a categoria. Representando a categoria, a servidora Tatiane Porto fez a leitura do comunicado do Sepe com as reivindicações dos servidores, destacando o diálogo do sindicato com os poderes Legislativo e Executivo com o objetivo de chegar a um acordo e estabelecer os principais pontos a serem definidos em favor dos profissionais da educação. Ainda

Durante a sessão desta terça-feira (30), da Câmara Municipal de Mangaratiba (CMM), após as leituras da ata da sessão anterior e dos expedientes expedidos e recebidos, o presidente da casa, vereador Charlies da Vídeo Locadora, assim como havia prometido na última sessão, autorizou que uma representante dos servidores da educação usasse a tribuna para fazer a leitura da pauta de reivindicações do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (Sepe), núcleo Mangaratiba, para a categoria.

Representando a categoria, a servidora Tatiane Porto fez a leitura do comunicado do Sepe com as reivindicações dos servidores, destacando o diálogo do sindicato com os poderes Legislativo e Executivo com o objetivo de chegar a um acordo e estabelecer os principais pontos a serem definidos em favor dos profissionais da educação. Ainda segundo o comunicado, desde o início do ano letivo, em 22 de fevereiro, a direção e base do sindicato vêm realizando assembleias e discutindo quais os principais pontos a serem discutidos e cobrados. O principal deles é a database, que não é acertada desde 2014 com um acúmulo de 29,76% de perdas salariais, segundo o Sepe. 

A servidora destacou ainda que em cinco anos a categoria perdeu o poder de compra em quase 30%, sem nenhum avanço. Segundo ela, não houve qualquer resposta direta e objetiva sobre quando será pago e se o será numa única vez ou parcelado.

Após a leitura das reivindicações da categoria, o primeiro a manifestar apoio ao Sepe e ao Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Mangaratiba (SISPMUM) foi o vereador Renato Fiu Fiu, que é presidente da Comissão de Educação. Ele ressaltou que o seu gabinete está aberto aos servidores para qualquer reivindicação que tenham que cobrar do Executivo.

Já a líder de governo na CMM, vereadora Cecília Cabral, respondeu extraoficialmente sobre a questão da database cobrada na sessão passada. A vereadora disse que o prefeito informou que a data será em junho. “Mas o prefeito Alan Bombeiro deve responder de forma oficialmente por meio do Sepe ou da comissão de educação”, informou a vereadora,  anunciando que está se licenciando da CMM para assumir a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos. “Quero agradecer aos colegas vereadores e a todos os funcionários da CMM, pelo carinho, amizade, respeito e colaboração que recebi nesses dois mandatos em que estou no Legislativo. Sem a ajuda de vocês tudo seria mais difícil, obrigada por tudo”.


FOTO REPRODUÇÃO –
A VEREADORA Cecília Cabral anunciou a licença do mandato para assumir cargo no Executivo
Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!