domingo, outubro 17, 2021
InícioSem categoriaSecretaria projeta investimentos de R$ 150 bilhões no estado até 2022

Secretaria projeta investimentos de R$ 150 bilhões no estado até 2022

PERPECTIVA ECONÔMICA O estado do Rio de Janeiro deverá receber R$ 150 bilhões em investimentos até 2022. A projeção é da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais e foi apresentada na audiência pública realizada, na quinta-feira (22), pela Comissão de Tributação, Controle da Arrecadação Estadual e de Fiscalização dos Tributos Estaduais da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). 

Grande parte dos investimentos virá de concessões de vias e parceria público-privada, com destaque para o Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte fluminense, que deve gerar R$ 12,5 bilhões. Segundo o secretário da pasta, Leonardo Soares, esta é a primeira vez que o estado conta com um Plano de Desenvolvimento Econômico. As projeções foram mapeadas entre os 100 principais investidores.

PERPECTIVA ECONÔMICA O estado do Rio de Janeiro deverá receber R$ 150 bilhões em investimentos até 2022. A projeção é da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais e foi apresentada na audiência pública realizada, na quinta-feira (22), pela Comissão de Tributação, Controle da Arrecadação Estadual e de Fiscalização dos Tributos Estaduais da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). 

Grande parte dos investimentos virá de concessões de vias e parceria público-privada, com destaque para o Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte fluminense, que deve gerar R$ 12,5 bilhões. Segundo o secretário da pasta, Leonardo Soares, esta é a primeira vez que o estado conta com um Plano de Desenvolvimento Econômico. As projeções foram mapeadas entre os 100 principais investidores. “Nosso ambiente regulatório ainda é muito complexo, temos que agir com calma para não gerar insegurança jurídica. Acreditamos que esses investimentos apontam para uma indústria nova, contemporânea, como a indústria 4.0 (focada na automação e troca de dados). As atividades inicialmente serão concentradas na construção civil, grande geradora de emprego e renda. A expectativa é de que, com os R$ 150 bilhões que serão investidos até 2022, surjam 50 mil empregos”, destacou.

Presidente da Comissão de Tributação, deputado Luiz Paulo (Cidadania), comemorou o fato de o estado ter uma estratégia para o crescimento. “Fico feliz que o secretário, em pouco tempo de gestão, tenha feito um arcabouço de um plano de desenvolvimento para o estado, traçando as linhas centrais”, comentou.

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), destacou a importância de pensar no estado pós-pandemia, para além dos recursos do petróleo e do gás: “Fiquei bem impressionado com o que foi feito em poucos meses. Pensar a indústria 4.0 junto às nossas universidades e instituições de pesquisa é um caminho para melhorarmos muito”, frisou. Nesse sentido, a estimativa da secretaria é de que estejam disponíveis R$ 2 bilhões para projetos de Pesquisa e Desenvolvimento até 2022. Cerca de R$ 300 milhões relativos ao Porto do Açu.

O secretário defendeu que o papel do Estado é viabilizar as condições para que as indústrias se instalem em locais adequados, levando desenvolvimento para todo o território. Entre as vias a serem concedidas está a RJ-244, que liga Campos dos Goytacazes a São João da Barra, na região Norte do estado. “Previmos um pacote de concessão de rodovias estaduais com investimento de R$ 1,7 bilhão”, informou. Também está nos planos a pasta o Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos, que pretende revitalizar poços maduros de petróleo. “Isso significa retomada de empregos, principalmente na cidade de Macaé”, disse Soares.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!