terça-feira, dezembro 7, 2021
InícioOportunidadesAumenta abertura de novas empresas no RJ, segundo Sebrae

Aumenta abertura de novas empresas no RJ, segundo Sebrae

De acordo com a entidade, 65% das empresas são MEI e 22% são microempresas

A confiança entre os empreendedores do estado do Rio de Janeiro parece ter voltado, que têm optado por abertura de novas empresas parece estar de vento em popa. Pelo menos foi o que informou o Sebrae em relação ao estado do Rio. De acordo com a instituição, entre 2019 e 2020, o potencial saltou de 30% para 53%. Os números são o reflexo do crescimento. São mais 1,7 milhão de empresas abertas no estado. De acordo com o levantamento que o Sebrae fez, 65% das empresas correspondem aos microempreendedores individuais, 22% são microempresas, 4% empresas de pequeno porte e 8% representam as médias e grandes empresas. Os dados do Sebrae Rio indicam que o estado é o terceiro do país em número de pequenos negócios, o que equivale a 9% dos pequenos negócios do Brasil. “DIFÍCIL É MANTER” Felipe Antunes, analista do Sebrae Rio, avalia que

A confiança entre os empreendedores do estado do Rio de Janeiro parece ter voltado, que têm optado por abertura de novas empresas parece estar de vento em popa. Pelo menos foi o que informou o Sebrae em relação ao estado do Rio. De acordo com a instituição, entre 2019 e 2020, o potencial saltou de 30% para 53%. Os números são o reflexo do crescimento. São mais 1,7 milhão de empresas abertas no estado.

De acordo com o levantamento que o Sebrae fez, 65% das empresas correspondem aos microempreendedores individuais, 22% são microempresas, 4% empresas de pequeno porte e 8% representam as médias e grandes empresas. Os dados do Sebrae Rio indicam que o estado é o terceiro do país em número de pequenos negócios, o que equivale a 9% dos pequenos negócios do Brasil.

“DIFÍCIL É MANTER”

Felipe Antunes, analista do Sebrae Rio, avalia que o Rio de Janeiro tem potencialidades, mas que a tarefa de consolidar uma empresa no mercado não tem nada de simples: “O país vem tendo uma maior variação da taxa de empreendedorismo potencial quando comparado com outras economias do mundo. O Rio de Janeiro tem 92 municípios, além da capital. Esse vasto território tem vocações e riquezas únicas. Por isso, oportunidades de negócios surgem a todo o momento. Abrir uma empresa é fácil, difícil é mantê-la funcionando”, alertou.

Ainda segundo o levantamento da entidade, dos pequenos negócios em funcionamento, 43% estão na capital; 17% na Baixada; 11% no Leste Fluminense; 7% na Região Serrana; 6% na Região dos Lagos; 5% no Médio Paraíba; 5% no Norte Fluminense; 2% na Costa Verde; 2% no Noroeste Fluminense e 2% no Centro-Sul.

SERVIÇO CRESCE MAIS

No setor de serviços estão presentes 47% das empresas em funcionamento no Rio de Janeiro. Na sequência, o comércio ocupa a segunda colocação com 27%, seguido de perto pela indústria com 17%. Já a economia criativa e o turismo aparecem com 4% cada um. Para fechar a lista, a agropecuária aparece com um 1%.

Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!