sábado, janeiro 29, 2022
InícioDestaqueRuas de Itaguaí voltam a alagar

Ruas de Itaguaí voltam a alagar

Mesmo com chuva moderada alagamentos se repetem em vários bairros da cidade

A chuva de fraca a moderada que caiu sobre Itaguaí na quinta-feira (6) foi o suficiente para alagar alguns pontos já conhecidos por apresentar o transtorno. Nas redes sociais os munícipes publicaram vídeos e fotos dos alagamentos que voltaram a acontecer principalmente nos bairros Engenho, Centro, Vila Margarida e Brisamar.

Itaguaí continua a sofrer com as águas que invadem as ruas e residências depois das tempestades que ocorreram em dezembro de 2021. O problema é crônico e nunca foi satisfatoriamente minimizado.

Itaguaienses mais uma vez enfrentam o enorme transtorno que os alagamentos causam, com prejuízos e perigos (Reprodução Itaguaí Minha Terrra)

Essa condição permanece, mesmo depois de providências e informes que o prefeito Rubem Vieira (Podemos) anunciou em diversas lives transmitidas na sua página pessoal no Facebook. Outras autoridades municipais fizeram o mesmo, como por exemplo a secretária de Obras Elisa dos Santos.

A diferença agora é que, mesmo com o volume pluviométrico consideravelmente menor em comparação à última enchente em dezembro do ano passado, os alagamentos voltam a acontecer em pouco mais de meia hora de chuva.

“OBRA INACABADA”

Ruas atrás do Motel Di Amore estão submersas, como observou uma munícipe que filmou o local em frente à sua casa e publicou o vídeo em um post no grupo de Facebook “Itaguaí Minha Terra”. A prefeitura, segundo ela, começou a remoção de coqueiros que estariam obstruindo as galerias pluviais, mas o procedimento não foi concluído.

Carros não podem passar em ruas do Engenho e população tenta salvar objetos e pertences das águas que invadem suas casas: problema nunca foi

Ainda no Facebook, na página oficial da prefeitura há uma postagem feita por volta das 20h30 que exibe fotografias de um caminhão e um homem na rua Julio Verne, no Engenho, que, supostamente, começaria a tarefa de sugar dali a água em excesso.

Até o momento de publicação desta matéria não há outras manifestações oficiais a respeito.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!