sexta-feira, dezembro 3, 2021
InícioSem categoriaPolícia Federal prende governador Pezão

Polícia Federal prende governador Pezão

LAVA JATO
O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), foi preso pela Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (29). A força-tarefa da Lava Jato deu voz de prisão contra o político por volta das 6h no Palácio Laranjeiras, residência oficial do chefe do estado.

O pedido de prisão foi feito pela Polícia Federal do Rio, com aval da Procuradoria Geral da República (PGR). A operação Boca de Lobo, como foi batizada, é baseada na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro de Sérgio Cabral.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Pezão opera esquema de corrupção, com seus próprios operadores financeiros. Ainda de acordo com o MPF, há provas documentais do pagamento em espécie a Pezão de quase R$ 40 milhões, em valores de hoje, entre 2007 e 2015.

As investigações da Polícia Federal tiveram iní

LAVA JATO

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), foi preso pela Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (29). A força-tarefa da Lava Jato deu voz de prisão contra o político por volta das 6h no Palácio Laranjeiras, residência oficial do chefe do estado.

O pedido de prisão foi feito pela Polícia Federal do Rio, com aval da Procuradoria Geral da República (PGR). A operação Boca de Lobo, como foi batizada, é baseada na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro de Sérgio Cabral.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Pezão opera esquema de corrupção, com seus próprios operadores financeiros. Ainda de acordo com o MPF, há provas documentais do pagamento em espécie a Pezão de quase R$ 40 milhões, em valores de hoje, entre 2007 e 2015.

As investigações da Polícia Federal tiveram início, em julho deste ano e conta com 150 policiais federais para cumprir 39 mandados judiciais expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça nos Estados do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, Piraí, Barra do Piraí, Volta Redonda e Bom Jardim) e Minas Gerais (Juiz de Fora), sendo nove mandados de prisão preventiva e 30 mandados de busca e apreensão.

Além do governador em exercício, o secretário de Obras do Rio, José Iran, e o ex-secretário de Obras Hudson Braga, além de Luiz Carlos Vidal Barroso (servidor da secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico), Marcelo Santos Amorim (sobrinho do governador Pezão), Cláudio Fernandes Vidal e Luiz Alberto Gomes Gonçalves (sócios da J.R.O Pavimentação), Luis Fernando Craveiro De Amorim e César Augusto Craveiro De Amorim (sócios da High Control Luis) são alvos da operação.

Com a prisão de Pezão, assume automaticamente Francisco Dornelles, seu vice.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!