terça-feira, outubro 26, 2021
InícioSem categoriaPolícia faz operação contra grupo criminoso que atua em Itaguaí

Polícia faz operação contra grupo criminoso que atua em Itaguaí

Megaoperação conta com mais de 200 agentes da Polícia Civil e do Ministério Público Agentes do Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB) e da 50ª DP (Itaguaí) realizam, na manhã desta quinta-feira (20), uma operação para tentar prender 118 integrantes de uma organização criminosa. A operação conta com o apoio de diversas delegacias e do Exército, e visa cumprir mandados de busca e apreensão em 180 endereços. A ação é realizada em Itaguaí e nos bairros de Campo Grande, Santa Cruz, Paciência, Sepetiba, Cosmos, Inhoaíba, Campinho e Praça Seca. Entre os 118 alvos, estão dois PMs e um ex-PM. A operação mira uma quadrilha que de acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ), segue aumentando seus territórios no estado através de chefias intermediárias, responsáveis pelo gerenciam

Megaoperação conta com mais de 200 agentes da Polícia Civil e do Ministério Público

Agentes do Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB) e da 50ª DP (Itaguaí) realizam, na manhã desta quinta-feira (20), uma operação para tentar prender 118 integrantes de uma organização criminosa. A operação conta com o apoio de diversas delegacias e do Exército, e visa cumprir mandados de busca e apreensão em 180 endereços.

A ação é realizada em Itaguaí e nos bairros de Campo Grande, Santa Cruz, Paciência, Sepetiba, Cosmos, Inhoaíba, Campinho e Praça Seca. Entre os 118 alvos, estão dois PMs e um ex-PM.

A operação mira uma quadrilha que de acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ), segue aumentando seus territórios no estado através de chefias intermediárias, responsáveis pelo gerenciamento em comunidades de Itaguaí e da Zona Oeste, como a do Aço, do Rodo, de Antares de Três Pontes, em áreas de Paciência, entre outras.

De acordo com o Ministério Público, o grupo criminoso extorque dinheiro de comerciantes e moradores semanalmente e chegam a controlar bairros inteiros. A prática mais comum é a cobrança de “taxas de segurança” dos comerciantes, camelôs e moradores.

Na ação 22 pessoas foram presas, sendo 16 em cumprimento de mandados de prisão, cinco foram de mandados contra réus que já estão presos e um preso em flagrante

A operação Heracles tem apoio da Força Nacional e do Gabinete de Intervenção Federal. São empregados 1.700 militares das Forças Armadas, além de 200 policiais civis, com o apoio de helicópteros, blindados e mais de 160 veículos das Forças Armadas.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!