segunda-feira, outubro 25, 2021
InícioSem categoriaPolícia faz operação contra extração e venda ilegal de areia na Zona...

Polícia faz operação contra extração e venda ilegal de areia na Zona Oeste

AÇÃO
Agentes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) realizaram, na quarta-feira (31) uma operação contra a extração ilegal e venda de areia em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

Segundo os policiais, a atividade ilícita era controlada por grupos de exploradores que atuam na Zona Oeste e em Itaguaí.

O local usado pelos criminosos tem sinais de devastação. Parte de um morro foi removida pelos criminosos e várias árvores foram arrancadas. A quadrilha estaria por trás de empresas de terraplanagem na Zona Oeste em nome de laranjas.

A Polícia Civil investiga se este comércio ilegal está relacionado com assassinato do suplente de vereador Rafael de Siqueira Cardoso, em Seropédica, no dia 25 de outubro.

O político era comerciante e possuía uma empresa de terraplanagem na região. Ele foi executado dentro de um bar na área rural por

AÇÃO

Agentes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) realizaram, na quarta-feira (31) uma operação contra a extração ilegal e venda de areia em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

Segundo os policiais, a atividade ilícita era controlada por grupos de exploradores que atuam na Zona Oeste e em Itaguaí.

O local usado pelos criminosos tem sinais de devastação. Parte de um morro foi removida pelos criminosos e várias árvores foram arrancadas. A quadrilha estaria por trás de empresas de terraplanagem na Zona Oeste em nome de laranjas.

A Polícia Civil investiga se este comércio ilegal está relacionado com assassinato do suplente de vereador Rafael de Siqueira Cardoso, em Seropédica, no dia 25 de outubro.

O político era comerciante e possuía uma empresa de terraplanagem na região. Ele foi executado dentro de um bar na área rural por dois homens encapuzados. Os investigadores afirmam que Rafael teria se negado a pagar parte dos lucros da terraplanagem para a quadrilha, para manter a empresa funcionando.

Durante a ação, foi constatada a extração do barro para a construção civil. E toda a atividade naquela região pode interferir inclusive no clima.

Segundo informações da Polícia, quando os agentes estavam indo para o local da operação grupo foi avisado por um olheiro. Todos que estavam na região conseguiram fugir, mas deixaram para trás uma retroescavadeira. A área foi interditada e, além do trator, dois caminhões e um caderno com anotações dos negócios do bando foram apreendidos.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!