quarta-feira, agosto 10, 2022
InícioItaguaíPapai Noel gordo para pescadores da região

Papai Noel gordo para pescadores da região

COMPENSAÇÃO

Depois de uma longa espera, pescadores, maricultores e catadores de caranguejos que atuam na Baía de Sepetiba tiveram um dia de compensação, na terça-feira (18), quando se reuniram no Iate Clube de Muriqui (ICM) para dar sequência ao processo de indenização com que foram favorecidos por meio de ação judicial que buscou reparação pelos efeitos danosos de um derramamento de óleo ocorrido em 2015, quando o produto vazou do porão do navio Gutemberg, operado pela Transpetro, que atua em operações de importação e exportação de petróleo e derivados, gás e etanol.   

A reparação financeira beneficiou um total de 1180 de profissionais do mar, mas na terça-feira apenas 800 deles compareceram ao ICM para garantir o benefício, numa maratona que se estendeu de 9h às 17h. Uma nova reunião deverá ser marcada na segunda quinzena de janeiro para que os demais recebam as indenizações a que fazem jus, no valor de R$ 8.896,00. Na ocasião, eles tiveram prejuízos financeiros significativos, com a perda de materiais de pesca. Além disso, o acidente aconteceu perto da Semana Santa, quando o faturamento da categoria é o mais expressivo do ano.

A ação coletiva foi resultado de uma mobilização da Associação dos Pescadores, Maricultores e Lazer do Sahy (Assopesca). “O pior de tudo é que estávamos no período de defeso do camarão e o derramamento de óleo matou alevinos que serviriam de alimentos para outras espécies de peixes e crustáceos. Foi um período de muita dificuldade para a pesca na Baía de Sepetiba”, lembra Nilton Machado, atual presidente da Assopesca, que aproveitou para agradecer ao comodoro do ICM, Cledson Dutra Barboza, pela cessão da quadra onde foram realizados os atendimentos.

Nilton Machado lembrou que na época do acidente, em 2015, o presidente da Assopesca era o hoje vereador Wladimir da Conceição, que reuniu a diretoria numa cruzada para convocar pescadores a participarem da ação. “Eu e a nossa equipe apenas demos continuidade à mobilização iniciada na gestão anterior. Agora, podemos dizer que Papai Noel chegou para pescadores. Tivemos a participação de pescadores de todas as associações de pesca da região, que fazem parte do Fórum Permanente em Defesa dos Pescadores da Baía de Sepetiba”, comemora ele.

Veja mais de:
Matérias relacionadas

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!