quinta-feira, dezembro 2, 2021
InícioPoderMunicípios deverão ser notificados sobre obras de concessionárias

Municípios deverão ser notificados sobre obras de concessionárias

[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female” buttontext=”CLIQUE AQUI PARA OUVIR A MATÉRIA”] A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (19), em segunda discussão, o projeto de lei, do deputado André Ceciliano (PT), que busca a redução dos transtornos causados por obras em vias públicas. A proposta determina que todos os entes públicos e concessionárias de gás e energia, entre outras de serviços públicos estaduais, notifiquem o município sobre obras realizadas em sua jurisdição. A proposta será encaminhada ao governador Wilson Witzel, que terá 15 dias úteis para decidir pela sanção ou veto. Pelo texto, o município deverá ser notificado sobre o tipo de serviço, prazo de conclusão e providências para o bom andamento da obra, em até três dias da co

[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female” buttontext=”CLIQUE AQUI PARA OUVIR A MATÉRIA”]

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (19), em segunda discussão, o projeto de lei, do deputado André Ceciliano (PT), que busca a redução dos transtornos causados por obras em vias públicas. A proposta determina que todos os entes públicos e concessionárias de gás e energia, entre outras de serviços públicos estaduais, notifiquem o município sobre obras realizadas em sua jurisdição. A proposta será encaminhada ao governador Wilson Witzel, que terá 15 dias úteis para decidir pela sanção ou veto.

Pelo texto, o município deverá ser notificado sobre o tipo de serviço, prazo de conclusão e providências para o bom andamento da obra, em até três dias da contratação do serviço. Ficam fora da regra as obras emergenciais, as que não causem transtornos ao trânsito ou ao patrimônio, e intervenções de curta duração.

Segundo Ceciliano, o projeto vai ajudar a reduzir transtornos causados pela falta de comunicação entre diferentes esferas de governo. “Muitos transtornos podem ser evitados com o estudo, por parte dos municípios, das medidas a serem adotadas, como o desvio do trânsito em determinada localidade”, explicou.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!