domingo, outubro 24, 2021
InícioSem categoriaMinistério Público denuncia e obtém prisão de integrantes de grupo criminoso que...

Ministério Público denuncia e obtém prisão de integrantes de grupo criminoso que atua em Itaguaí

DESDOBRAMENTOS
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), obteve a decretação da prisão preventiva de sete integrantes de uma organização criminosa de Itaguaí. O grupo foi investigado no contexto da Operação Freedom, deflagrada no início de agosto.

Durante diligência requisitada pelo Ministério Público estadual no Condomínio Safira 2, do programa habitacional Minha Casa Minha Vida, no dia 30 de maio, policiais civis da 50ª DP (Itaguaí) encontraram diversas armas de fogo de uso restrito e não-restrito. Entre elas estavam metralhadoras, pistolas e revólveres. Além de 172 munições íntegras dos calibres 38, 40 e 9mm, oito pentes carregadores dos calibres 9mm e 40. Contudo, as munições são compatíveis com as armas encontradas. Enfim, foi

DESDOBRAMENTOS

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), obteve a decretação da prisão preventiva de sete integrantes de uma organização criminosa de Itaguaí. O grupo foi investigado no contexto da Operação Freedom, deflagrada no início de agosto.

Durante diligência requisitada pelo Ministério Público estadual no Condomínio Safira 2, do programa habitacional Minha Casa Minha Vida, no dia 30 de maio, policiais civis da 50ª DP (Itaguaí) encontraram diversas armas de fogo de uso restrito e não-restrito. Entre elas estavam metralhadoras, pistolas e revólveres. Além de 172 munições íntegras dos calibres 38, 40 e 9mm, oito pentes carregadores dos calibres 9mm e 40. Contudo, as munições são compatíveis com as armas encontradas. Enfim, foi encontrado sete radiocomunicadores, quatro coletes balísticos e cintos táticos e outras vestimentas alusivas à polícia.

À organização criminosa são atribuídas dezenas de homicídios, sequestros e desaparecimentos. Além da rotina de extorsões lucrativas ao comercio local. A Operação Freedom investiga o grupo criminoso que domina a região de Santa Cruz e Campo Grande, na Zona Oeste da capital. Já em Itaguaí, os criminosos encontram-se em expansão para a Costa Verde e Piraí. Eles operam com bases em condomínios do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ no bairro Chaperó. De lá eles controlam a vida dos moradores e dita as regras na região.

Pela nova denúncia, os réus vão responder pelos crimes do estatuto do desarmamento. Estes são alusivos ao gerenciamento e ocultação de parte do arsenal de armas que aparelhava as ações violentas na Costa Verde.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!