sexta-feira, outubro 22, 2021
InícioItaguaíMedidas de restritivas são prorrogadas até sexta-feira no estado do Rio

Medidas de restritivas são prorrogadas até sexta-feira no estado do Rio

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, determinou a prorrogação das medidas de prevenção e enfrentamento à propagação do novo coronavírus no estado até o próximo dia 5. A decisão publicada no Diário Oficial nesta terça-feira (2), define que as forças de segurança pública continuarão auxiliando o trabalho das prefeituras. Durante os próximos dias, o governo vai determinar um cronograma de flexibilização gradual, com base no acompanhamento do mapa de incidência de evolução da doença.

Segundo o decreto, se mantem fechadas escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior. Além disso, continuam suspensas a realização de eventos esportivos, culturais, shows, feiras científicas, entre outros, em local aberto ou fechado. Cinemas, teatros, academias, shoppings e centros de lazer devem ficar sem funcionar.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, determinou a prorrogação das medidas de prevenção e enfrentamento à propagação do novo coronavírus no estado até o próximo dia 5. A decisão publicada no Diário Oficial nesta terça-feira (2), define que as forças de segurança pública continuarão auxiliando o trabalho das prefeituras. Durante os próximos dias, o governo vai determinar um cronograma de flexibilização gradual, com base no acompanhamento do mapa de incidência de evolução da doença.

Segundo o decreto, se mantem fechadas escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior. Além disso, continuam suspensas a realização de eventos esportivos, culturais, shows, feiras científicas, entre outros, em local aberto ou fechado. Cinemas, teatros, academias, shoppings e centros de lazer devem ficar sem funcionar.

O governo do estado mantém a recomendação para que não se frequente rios, lagoas, praias, piscinas públicas e clubes. Restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos semelhantes podem abrir com atendimento limitado a 30% da capacidade de lotação, e com serviço de retirada e entrega no local. Os comércios localizados dentro de hotéis devem servir apenas aos hóspedes.

Serviços essenciais
O decreto do governador autoriza o funcionamento apenas de serviços essenciais, mas precisam estar seguindo todas as medidas de segurança, evitando aglomerações e cumprindo a exigência do distanciamento entre as pessoas. O descumprimento das medidas previstas, as autoridades devem apurar as eventuais infrações e crimes.

Dentre os serviços essenciais estão supermercados, farmácias e serviços de saúde, como hospitais, clínicas e laboratórios.

Feiras livres que tenham papel fundamental na comercialização de produtos alimentícios e no abastecimento local estão autorizados a funcionar, desde que cumpram as normas de distanciamento e disponibilizem álcool 70% ao público e aos feirantes.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!