sábado, outubro 23, 2021
InícioSem categoriaHomicídios caem 22% no estado

Homicídios caem 22% no estado

Um levantamento do  Instituto de Segurança Pública mostrou que o Estado do Rio teve 506 mortes violentas em janeiro . O número, que soma homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte e autos de resistência, é o menor no primeiro mês do ano desde 2017. Em relação a janeiro de 2018, quando foram registradas 654 ocorrências, os assassinatos apresentaram redução de 22%. Em janeiro de 2017, as mortes violentas somaram 603. Ainda segundo as estatísticas O número de mortes em confrontos com a polícia também caiu  19%. Elas passaram de 157, em janeiro de 2018, para 127, no mês passado. Todos os outros tipos de mortes violentas apresentaram redução na mesma comparação. Os homicídios dolosos caíram 22%, de 468 para 364. Os latrocínios passaram de 23 para 14; e as lesões corporais, de seis para um caso

Um levantamento do  Instituto de Segurança Pública mostrou que o Estado do Rio teve 506 mortes violentas em janeiro . O número, que soma homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte e autos de resistência, é o menor no primeiro mês do ano desde 2017.

Em relação a janeiro de 2018, quando foram registradas 654 ocorrências, os assassinatos apresentaram redução de 22%. Em janeiro de 2017, as mortes violentas somaram 603.

Ainda segundo as estatísticas O número de mortes em confrontos com a polícia também caiu  19%. Elas passaram de 157, em janeiro de 2018, para 127, no mês passado.

Todos os outros tipos de mortes violentas apresentaram redução na mesma comparação. Os homicídios dolosos caíram 22%, de 468 para 364. Os latrocínios passaram de 23 para 14; e as lesões corporais, de seis para um caso.

Apesar de o Estado do Rio apresentar uma redução de mortes violentas, alguns locais apresentaram aumento, como na região de Duque de Caxias onde foram registrados 9,49% casos a mais que no primeiro mês do ano passado e em São Gonçalo, com 8,30% de aumento.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!