quinta-feira, outubro 21, 2021
InícioSem categoriaDisque Denúncia aumenta recompensa por chefe de grupo criminoso que atua no...

Disque Denúncia aumenta recompensa por chefe de grupo criminoso que atua no Rio

INVESTIGAÇÃO
O Portal dos Procurados divulgou nesta segunda-feira (19), um cartaz com recompensa de R$ 10 mil, para ajudar a Delegacia de Homicídios as Baixada (DHB) e a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) com informações que levem à prisão de Wellington da Silva Braga, o Ecko.

Ele é considerado o atual líder de um grupo criminoso denominado Liga da Justiça, que age em várias regiões da Zona Oeste e em Itaguaí. Contra ele há um mandado de prisão pelo crime de homicídio.

Anteriormente, a recompensa oferecida era de R$ 2 mil. A organização criminosa é apontada como responsável por movimentar a maior rede de comércio de cigarros contrabandeados do Paraguai no estado. As investigações apontam que o líder do grupo é dono de uma tabacaria, e seu faturamento mensal com o comércio ilegal de fumo era estimado

INVESTIGAÇÃO

O Portal dos Procurados divulgou nesta segunda-feira (19), um cartaz com recompensa de R$ 10 mil, para ajudar a Delegacia de Homicídios as Baixada (DHB) e a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) com informações que levem à prisão de Wellington da Silva Braga, o Ecko.

Ele é considerado o atual líder de um grupo criminoso denominado Liga da Justiça, que age em várias regiões da Zona Oeste e em Itaguaí. Contra ele há um mandado de prisão pelo crime de homicídio.

Anteriormente, a recompensa oferecida era de R$ 2 mil. A organização criminosa é apontada como responsável por movimentar a maior rede de comércio de cigarros contrabandeados do Paraguai no estado. As investigações apontam que o líder do grupo é dono de uma tabacaria, e seu faturamento mensal com o comércio ilegal de fumo era estimado em R$ 1,5 milhão.

Quem tiver informações sobre Ecko deve ligar para (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo para celular. O Anonimato é garantido.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!