sábado, outubro 16, 2021
InícioPoderDança das cadeiras movimenta a Câmara de Itaguaí

Dança das cadeiras movimenta a Câmara de Itaguaí

Suplente do vereador Gil Torres será empossado às 17h. Valtinho do Engenho vai participar da votação que poderá culminar com a cassação do prefeito Charlinho A dança das cadeiras na Câmara Municipal de Itaguaí (CMI) segue nesta terça-feira (14). Tudo isso por conta da sessão de hoje, em que será votado o parecer prévio da Comissão Processante (CEP) 002/2019, que investiga uma possível omissão do prefeito Carlo Busatto Júnior (MDB), o Charlinho, na utilização de verbas da saúde. A CEP foi aberta no dia 9 de abril através de denúncia do vereador Gil Torres (Podemos), presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Itaguaí. No entanto, a sessão desta terça-feira, dia da votação do parecer prévio da Comissão Processante, o suplente do vereador Gil Torres, Valtinho do Engenho, deverá ser convocado. De acordo com o

Suplente do vereador Gil Torres será empossado às 17h. Valtinho do Engenho vai participar da votação que poderá culminar com a cassação do prefeito Charlinho

A dança das cadeiras na Câmara Municipal de Itaguaí (CMI) segue nesta terça-feira (14). Tudo isso por conta da sessão de hoje, em que será votado o parecer prévio da Comissão Processante (CEP) 002/2019, que investiga uma possível omissão do prefeito Carlo Busatto Júnior (MDB), o Charlinho, na utilização de verbas da saúde.

A CEP foi aberta no dia 9 de abril através de denúncia do vereador Gil Torres (Podemos), presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Itaguaí. No entanto, a sessão desta terça-feira, dia da votação do parecer prévio da Comissão Processante, o suplente do vereador Gil Torres, Valtinho do Engenho, deverá ser convocado. De acordo com o Decreto lei 201/67 artigo 5.1, o denunciante fica impedido de votar no julgamento, sendo obrigado a convocar seu suplente. A CEP 002/2019 é presidida pelo o vereador Ivan Charles (PSB). A solenidade de posse do suplente do vereador Gil Torres será às 17h.

Para não ter que responder a mais uma Comissão Processante, o prefeito Charlinho está usando todas as suas armas no sentido de barrar a segunda CEP. Para isso, ele exonerou na última sexta-feira (11) o secretário de Ordem Pública e Limpeza Urbana, Nisan Cézar, que vai assumir a sua cadeira no Legislativo no lugar do suplente, Carlos Zóia. Com isso, caso a base governista mantenha a blindagem a favor do prefeito, Charlinho garante o arquivamento da CEP, com nove votos a sete. O fiel da balança contra Charlinho pode ser a pressão popular, já que há uma mobilização em marcha para lotar os assentos da CMI.

A votação será decisiva para a continuidade ou não do processo que pode culminar com a cassação do prefeito Charlinho, pois o plenário deverá decidir por arquivar a denúncia ou dar continuidade a investigação realizada pela CEP.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!