Comunidade da Paróquia de São Benedito, em Coroa Grande, vive dia de emoções

Foi uma celebração difícil de não se emocionar, a de domingo (18), na Paróquia de São Benedito, em Coroa Grande, Itaguaí, durante a missa que marcou a despedida do jovem Luiz Felipe Simões de França, de 18 anos, que estava de partida rumo ao Seminário Diocesano de Petrópolis, onde irá permanecer entre 8 e 10 anos até sua ordenação sacerdotal, culminando com destino que já parecia traçado desde que, com apenas, o pequeno menino trocava programações comuns para crianças daquela idade por hábitos como a de assistir aos programas da Canção Nova, comunidade católica brasileira fundada pelo monsenhor Jonas Abib, no ano de 1978.

Pai de Luiz Felipe, Adilson Batista contou ao Atual que na infância era comum o então menino demonstrar interesse pela vida religiosa, participando ativamente das missas até se tornar coroinha. Era tempos em que o agora aspirante a sacerdote dedicava muito de seu tempo a assistir as pregações do padre Marcelo Rossi, um expoente dentre os religiosos católicos brasileiros no trabalho de evangelização através dos meios de comunicação. “Além de participar das missas que sempre pedia para nós o levarmos, ela mesmo fazia as suas próprias celebrações em casa”, contou o pai Adilson.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Numa breve entrevista, algumas vezes interrompida por paroquianos ansiosos para cumprimentá-lo, Luiz Felipe disse Atual que sente alegria no coração com a opção que fez, de abdicar dos prazeres de uma vida comum para se dedicar à missão sacerdotal, entendendo que o padre precisa ter determinação de vencer as adversidades para levar adiante a sua formação, de maneira a se capacitar para disseminar a palavra de Deus. Ele disse que para chegar ao seminário precisou enfrentar algumas etapas, em um ano devocional que incluiu entrevista, acompanhamento e exames. Segundo ele, foram experiências que só fortaleceram em si o desejo de entregar a vida à missão religiosa.

Foi uma celebração difícil de não se emocionar, a de domingo (18), na Paróquia de São Benedito, em Coroa Grande, Itaguaí, durante a missa que marcou a despedida do jovem Luiz Felipe Simões de França, de 18 anos, que estava de partida rumo ao Seminário Diocesano de Petrópolis, onde irá permanecer entre 8 e 10 anos até sua ordenação sacerdotal, culminando com destino que já parecia traçado desde que, com apenas, o pequeno menino trocava programações comuns para crianças daquela idade por hábitos como a de assistir aos programas da Canção Nova, comunidade católica brasileira fundada pelo monsenhor Jonas Abib, no ano de 1978.

O padre Wanderson Ferreira se emocionou após abençoar o jovem, lembrando dos tempos de preparação para o sacerdócio (Pascom/Paróquia São Francisco de Assis)

Pai de Luiz Felipe, Adilson Batista contou ao Atual que na infância era comum o então menino demonstrar interesse pela vida religiosa, participando ativamente das missas até se tornar coroinha. Era tempos em que o agora aspirante a sacerdote dedicava muito de seu tempo a assistir as pregações do padre Marcelo Rossi, um expoente dentre os religiosos católicos brasileiros no trabalho de evangelização através dos meios de comunicação. “Além de participar das missas que sempre pedia para nós o levarmos, ela mesmo fazia as suas próprias celebrações em casa”, contou o pai Adilson.

Numa breve entrevista, algumas vezes interrompida por paroquianos ansiosos para cumprimentá-lo, Luiz Felipe disse Atual que sente alegria no coração com a opção que fez, de abdicar dos prazeres de uma vida comum para se dedicar à missão sacerdotal, entendendo que o padre precisa ter determinação de vencer as adversidades para levar adiante a sua formação, de maneira a se capacitar para disseminar a palavra de Deus. Ele disse que para chegar ao seminário precisou enfrentar algumas etapas, em um ano devocional que incluiu entrevista, acompanhamento e exames. Segundo ele, foram experiências que só fortaleceram em si o desejo de entregar a vida à missão religiosa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Renato Reis

Renato Reis é bacharel em Comunicação Social, graduado em Jornalismo pela Universidade Gama Filho e atua como editor da edição digital do Jornal Atual.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
/* */