terça-feira, outubro 26, 2021
InícioItaguaíVacinas contra a covid-19 a caminho dos municípios

Vacinas contra a covid-19 a caminho dos municípios

LOGÍSTICA NA PANDEMIA O Governo do Estado anunciou nesta terça-feira (19) o início da distribuição simultânea e proporcional das vacinas contra a covid-19 para os 92 municípios fluminenses. Antes de iniciar a distribuição as vacinas foram catalogadas no Centro de Distribuição da Secretaria de Estado de Saúde, em Niterói. Para que os medicamentos da cheguem aos municípios serão utilizados carros, caminhões e vans. A operação terá também o apoio de cinco helicópteros das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, no caso das cidades mais distantes.

Através de um comunicado enviado à imprensa, a Prefeitura de Itaguaí informou que a cidade vai receber 2.870 doses da vacina CoronaVac. A nota informa ainda que na segunda-feira (18) pela manhã a cidade recebeu 38,5 mil seringas enviadas pelo Governo do Estado para serem utilizadas

LOGÍSTICA NA PANDEMIA O Governo do Estado anunciou nesta terça-feira (19) o início da distribuição simultânea e proporcional das vacinas contra a covid-19 para os 92 municípios fluminenses. Antes de iniciar a distribuição as vacinas foram catalogadas no Centro de Distribuição da Secretaria de Estado de Saúde, em Niterói. Para que os medicamentos da cheguem aos municípios serão utilizados carros, caminhões e vans. A operação terá também o apoio de cinco helicópteros das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, no caso das cidades mais distantes.

Através de um comunicado enviado à imprensa, a Prefeitura de Itaguaí informou que a cidade vai receber 2.870 doses da vacina CoronaVac. A nota informa ainda que na segunda-feira (18) pela manhã a cidade recebeu 38,5 mil seringas enviadas pelo Governo do Estado para serem utilizadas na imunização.  Para alinhar todo o processo e a logística que será adotada, uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Itaguaí (SMSI)  participou de uma reunião remota com representantes do Governo do Estado, quando obteve todas as orientações que deverão ser seguidas no município. 

A SMSI informou ainda que na primeira fase da imunização serão priorizados os atendimentos aos profissionais de saúde na linha de frente da pandemia e a idosos em instituições de longa permanência. Conforme houver a chegada de novas doses, outras ações serão implementadas. “Dessa forma daremos prioridades ao grupo que possui mais risco à doença. Estamos respeitando todas as orientações do Ministério da Saúde”, explicou Núbia Vianna, coordenadora de imunização de Itaguaí. 

O Ministério da Saúde anunciou que a vacinação começa quarta-feira (20) e a SMSI garantiu que vai seguir todos os protocolos determinados no Plano Nacional de Imunização, que há mais de 45 anos é o responsável pelas campanhas brasileiras de vacinação.

Na manhã da segunda (18), o governador em exercício, Cláudio Castro, esteve em São Paulo, num encontro que reuniu governadores e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, quando recebeu as 487.520 doses do imunizante destinadas ao estado do Rio de Janeiro. No domingo (17), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial no Brasil das vacinas CoronaVac e Oxford/Astrazeneca. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), nesta primeira fase a cidade de Mangaratiba vai receber 1.290 doses da vacina, enquanto Seropédica vai receber 1.500 doses. 

 

Pontos de vacinação e insumos

Toda a preparação para a vacinação no Rio de Janeiro está pronta. Foram definidos 1,5 mil postos de saúde e clínicas da família que devem participar da imunização. A SES pode abrir mais três mil pontos de apoio, utilizando espaços de escolas, supermercados, shoppings e quartéis do Corpo de Bombeiros.

Durante o fim de semana, o Governo do Estado realizou a distribuição de seringas para os municípios fluminenses. No sábado (16) foram enviadas 3.346.800 seringas com agulha para 30 cidades. Domingo (17), outras 115.500 seringas descartáveis de 3 ml com agulha foram encaminhadas para outros 19 municípios. Ao todo, nesta primeira fase, a SES enviou 5,5 milhões de kits para todo o estado. Uma megaoperação, com apoio da Polícia Militar, foi montada para realizar a distribuição do material para todas as regiões fluminenses.

 

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!