domingo, outubro 17, 2021
InícioPoderUm Dia do Marinheiro especial no Complexo Naval de Itaguaí

Um Dia do Marinheiro especial no Complexo Naval de Itaguaí

VISITA PRESIDENCIAL A Marinha do Brasil antecipou para essa sexta-feira (11) as comemorações do Dia do Marinheiro (13), com uma série de eventos no Complexo Naval de Itaguaí, no âmbito do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub). O presidente da República, Jair Bolsonaro, comandou as cerimônias, das quais participaram diversas autoridades civis e militares, do Brasil, da França e dos Estados Unidos, dentre outras nações.

O principal momento da festividade foi o lançamento ao mar do submarino Humaitá, o segundo de série de cinco que estão sendo construídos em Itaguaí. A embarcação, que vai operar sob o comando do capitão de corveta Martin Bezerra de Moraes Júnior, foi batizada por Adelaide Chaves Azevedo e Silva, esposa do ministro da Defesa, Fernando Azevedo. Coube, em seguida, ao presidente Bolsonaro acionar o comando que inic

VISITA PRESIDENCIAL A Marinha do Brasil antecipou para essa sexta-feira (11) as comemorações do Dia do Marinheiro (13), com uma série de eventos no Complexo Naval de Itaguaí, no âmbito do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub). O presidente da República, Jair Bolsonaro, comandou as cerimônias, das quais participaram diversas autoridades civis e militares, do Brasil, da França e dos Estados Unidos, dentre outras nações.

O principal momento da festividade foi o lançamento ao mar do submarino Humaitá, o segundo de série de cinco que estão sendo construídos em Itaguaí. A embarcação, que vai operar sob o comando do capitão de corveta Martin Bezerra de Moraes Júnior, foi batizada por Adelaide Chaves Azevedo e Silva, esposa do ministro da Defesa, Fernando Azevedo. Coube, em seguida, ao presidente Bolsonaro acionar o comando que iniciou o lançamento ao mar do submarino Humaitá. 

FOTOS ISAC NÓBREGA E JOSÉ DIAS/PR
– O PRESIDENTE Bolsonaro foi recebido com honras militares em Itaguaí

O evento serviu também para que a Marinha do Brasil apresentasse todas as etapas do Prosub, incluindo as operações desenvolvidas no Centro Tecnológico da Marinha, em São Paulo, onde é desenvolvida a tecnologia nuclear que vai garantir a propulsão do submarino Álvaro Alberto, num impressionante avanço da indústria naval brasileira no que se refere ao domínio dessa etapa do projeto iniciado em 2008 e considerado o maior investimento atual do país na área de defesa.

Outra parte da cerimônia, também protagonizada pelo presidente Bolsonaro, foi a integração final das seções do submarino Tonelero, momento emblemático que contou com a participação de um representante da tripulação da embarcação e de um integrante equipe da Itaguaí Construções Navais (ICN), celebrando a importância da parceria da indústria da defesa nacional e a Marinha do Brasil. 

A cerimônia incluiu ainda registros do estágio atual de montagem do Angostura (S-43), o quarto submarino do Prosub, e dos avanços no desenvolvimento do protótipo da planta de propulsão do Álvaro Alberto (SN-BR), o primeiro submarino convencional brasileiro com propulsão nuclear e cujo lançamento está previsto para o final da década de 2020. Celebrando a data mantiveram-se fundeados nas mediações do Complexo Naval de Itaguaí o submarino nuclear USS Vermont, da Marinha dos Estados Unidos, o navio doca multipropósito “Bahia”, a corveta “Barroso” e o submarino “Tupi”, da Marinha do Brasil.

O MECANISMO de integração das seções do Tonelero foi acionado pelo presidente

Autoridades destacam avanços do Prosub

Primeiro a falar, o presidente da ICN, André Portalis, falou sobre a estrutura montada pela empresa, numa área de 140 mil metros quadrados, que abriga meios industriais e tecnológicos, operados por uma equipe de mais de três mil pessoas, plenamente qualificadas e altamente treinadas. Para ele, o evento marcou o avanço da tecnologia brasileira no setor naval de defesa. “O melhor da tecnologia francesa passou a virar hoje tecnologia brasileira”, disse ele, dizendo-se grato a todos os que contribuíram para o programa Prosub. Falando sobre o futuro, Portalis acentuou que o Complexo Naval de Itaguaí vai exercer um papel estratégico no desenvolvimento da política industrial de defesa, com novas linhas de produtos e serviços, primeiramente na manutenção dos submarinos e de outras embarcações e, depois, na construção de navios de superfície, fortalecendo a parceria entre o Brasil e a França.  

Comandante da Marinha, o almirante de esquadra Ilques Barbosa Júnior falou sobre a importância do Prosub para a proteção da Amazônia Azul, mar territorial brasileiro  por onde passa a quase totalidade do comércio para o exterior e das comunicações nacionais, abrigando ainda riquezas naturais, minerais e a produção pesqueira. 

Já o presidente Bolsonaro classificou o Prosub como um projeto que robustece o poder naval brasileiro, contribuindo para o fortalecimento da estrutura nacional de defesa. Segundo ele, a iniciativa revela a capacidade do país de projetar, construir e operar submarinos de última geração, por meio de um programa abrangente e audacioso, que gera milhares de empregos e dinamiza a economia. 

O PRESIDENTE posou com militares da Marinha e equipe da ICN

 

 

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!