terça-feira, outubro 26, 2021
InícioItaguaíUFRRJ dá início a VI Reunião Anual de Iniciação Científica

UFRRJ dá início a VI Reunião Anual de Iniciação Científica

 

CONHECIMENTO A cerimônia de abertura da VI Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC) foi realizada na segunda-feira (24), no Auditório Hilton Salles, localizado no Pavilhão Central (P1), câmpus Seropédica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

O reitor Ricardo Berbara participou da mesa de abertura. Na ocasião, Berbara destacou a iniciação científica como uma forma de resistência que mostra para a comunidade a importância dos projetos criados dentro das universidades públicas. Segundo o reitor, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) tem dimensões gigantescas no Brasil, algo que não ocorre em outros países.

Na atual conjuntura político-econômica do país, frente a grandes cortes na educação, Berbara relatou que o número de bolsas Pibic aumentou, contrariando as tendências, e ressal

 

CONHECIMENTO A cerimônia de abertura da VI Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC) foi realizada na segunda-feira (24), no Auditório Hilton Salles, localizado no Pavilhão Central (P1), câmpus Seropédica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

O reitor Ricardo Berbara participou da mesa de abertura. Na ocasião, Berbara destacou a iniciação científica como uma forma de resistência que mostra para a comunidade a importância dos projetos criados dentro das universidades públicas. Segundo o reitor, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) tem dimensões gigantescas no Brasil, algo que não ocorre em outros países.

Na atual conjuntura político-econômica do país, frente a grandes cortes na educação, Berbara relatou que o número de bolsas Pibic aumentou, contrariando as tendências, e ressaltou a importância do projeto no primeiro contato dos alunos como pesquisadores e profissionais. Outros pontos de destaque foram as bolsas de iniciação científica e seu caráter assistencialista, já que ajudam os estudantes em situação de vulnerabilidade a continuar na Universidade. “Fazer ciência é cada vez mais um ato político’’, afirmou.

Em seguida aconteceu a palestra da doutora Vera Baldani, da Embrapa Agrobiologia. Vera destacou sua formação como licenciada em Ciências Agrícolas, bem como a importância da iniciação científica na sua trajetória. A professora destacou que o número de horas dedicadas ao projeto depende da instituição de fomento, o caráter da iniciativa é multidisciplinar, envolve diversos segmentos da Universidade e engloba especialistas de diversas áreas (Com informações da CCS/UFRRJ).

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!