sexta-feira, dezembro 3, 2021
InícioSem categoriaServidores da Educação de Mangaratiba seguem em estado greve

Servidores da Educação de Mangaratiba seguem em estado greve

Em mais uma assembleia, realizada na terça-feira (16), na Praça Robert Simões, os profissionais da Educação de Mangaratiba decidiram seguir em estado de greve até que sejam encontrados caminhos para driblar o impasse envolvendo a situação da categoria e a resposta do município. Durante a assembleia, foi eleita uma comissão formada por servidores, representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação e do Sindicato dos Servidores Públicos de Mangaratiba (SISPMUM). O grupo foi encarregado de levar as reivindicações da categoria ao prefeito Alan Campos da Costa, o Alan Bombeiro. De acordo com o SISPMUM, após a reunião, os manifestantes marcharam em passeata até a sede da prefeitura, onde a comissão de negociação foi recebida por representantes do Poder Executivo, dentre os quais o prefeito Alan Bombeiro; o secretário de Ed

Em mais uma assembleia, realizada na terça-feira (16), na Praça Robert Simões, os profissionais da Educação de Mangaratiba decidiram seguir em estado de greve até que sejam encontrados caminhos para driblar o impasse envolvendo a situação da categoria e a resposta do município. Durante a assembleia, foi eleita uma comissão formada por servidores, representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação e do Sindicato dos Servidores Públicos de Mangaratiba (SISPMUM). O grupo foi encarregado de levar as reivindicações da categoria ao prefeito Alan Campos da Costa, o Alan Bombeiro.

De acordo com o SISPMUM, após a reunião, os manifestantes marcharam em passeata até a sede da prefeitura, onde a comissão de negociação foi recebida por representantes do Poder Executivo, dentre os quais o prefeito Alan Bombeiro; o secretário de Educação, Valdemar Alves Ribeiro Neto; e o secretário de Finanças, Luiz Cláudio de Souza Ribeiro. O SISPMUM informou ainda que durante o encontro o governo prometeu que o pagamento das férias de janeiro ocorrerá integralmente em folha suplementar até dia 8 de maio. Porém nada foi definido quanto à revisão geral anual e outros assuntos que a categoria classifica como igualmente importantes.

No final do ato, foi convocada uma nova assembleia, porém unificada com as demais categorias, para o dia 25 de abril, às 8h, na Praça Robert Simões.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!