sexta-feira, outubro 22, 2021
InícioMangaratibaCâmara de Mangaratiba prorroga Refis até 30 de novembro

Câmara de Mangaratiba prorroga Refis até 30 de novembro

Contribuintes poderão quitar débitos atrasados, como ISS e IPTU, e obter incidência menor de juros

A Câmara de Vereadores de Mangaratiba aprovou na terça-feira (28), por unanimidade, a extensão do prazo para adesão ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis) do município. Com a novidade, o programa ganha uma nova prorrogação e vai até o dia 30 de novembro de 2021. Desde fevereiro, o programa ganhou mais duas prorrogações, todas a cada três meses. Por meio do Refis, pessoas físicas ou jurídicas tem a oportunidade de pagar seus tributos vencidos (ISS, IPTU e demais taxas municipais) até mesmo sem juros, a depender da opção pela modalidade de pagamento. De acordo com a Prefeitura de Mangaratiba, os contribuintes que desejarem aderir ao Refis devem entrar em contato com a Secretaria de Fazenda, por meio do telefone (21) 2789-6000 (Ramal 6079). Outra opção é o atendimento presencial na sede da Prefeitura de Mangaratiba, de segunda

A Câmara de Vereadores de Mangaratiba aprovou na terça-feira (28), por unanimidade, a extensão do prazo para adesão ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis) do município. Com a novidade, o programa ganha uma nova prorrogação e vai até o dia 30 de novembro de 2021.

Desde fevereiro, o programa ganhou mais duas prorrogações, todas a cada três meses. Por meio do Refis, pessoas físicas ou jurídicas tem a oportunidade de pagar seus tributos vencidos (ISS, IPTU e demais taxas municipais) até mesmo sem juros, a depender da opção pela modalidade de pagamento.

De acordo com a Prefeitura de Mangaratiba, os contribuintes que desejarem aderir ao Refis devem entrar em contato com a Secretaria de Fazenda, por meio do telefone (21) 2789-6000 (Ramal 6079).

Outra opção é o atendimento presencial na sede da Prefeitura de Mangaratiba, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Confira a tabela de parcelamento com redução progressiva de juros:

À vista: contribuinte paga o valor do tributo sem juros.

3 parcelas: Juros 80% menores.

6 parcelas: Juros 70% menores.

12 parcelas: Juros 50% menores.

18 parcelas: Redução de 30% dos juros.

24 parcelas: Redução de 20% dos juros.

36 parcelas: Juros integrais.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!