segunda-feira, outubro 18, 2021
InícioSem categoriaPolícia Civil e MP fazem operação contra milícia na Baixada e na...

Polícia Civil e MP fazem operação contra milícia na Baixada e na ZO

OPERAÇÃO A Polícia Civil informou que quatro pessoas foram presas nesta quinta-feira (24) durante uma operação desencadeada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (GAECO). A ação visa desestabilizar a associação criminosa de milícia que age na Baixada Fluminense e na Zona Oeste.

De acordo com a Polícia Civil, ao todo, foram expedidos pela 2ª Vara Criminal de Nova Iguaçu treze mandados, sendo seis mandados de prisão e sete de busca e apreensão. Além dos quatro presos na ação desta quinta-feira, outros três criminosos da mesma quadrilha foram presos em flagrante, na última sexta-feira (18). Eles foram capturados ao abordarem uma viatura da DRACO no momento em que policiais preparavam a ação desencadeada hoje.

De acordo

OPERAÇÃO A Polícia Civil informou que quatro pessoas foram presas nesta quinta-feira (24) durante uma operação desencadeada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (GAECO). A ação visa desestabilizar a associação criminosa de milícia que age na Baixada Fluminense e na Zona Oeste.

De acordo com a Polícia Civil, ao todo, foram expedidos pela 2ª Vara Criminal de Nova Iguaçu treze mandados, sendo seis mandados de prisão e sete de busca e apreensão. Além dos quatro presos na ação desta quinta-feira, outros três criminosos da mesma quadrilha foram presos em flagrante, na última sexta-feira (18). Eles foram capturados ao abordarem uma viatura da DRACO no momento em que policiais preparavam a ação desencadeada hoje.

De acordo com as investigações, toda a quadrilha é comandada pelo miliciano conhecido como Tandera, um dos mais procurados do Estado. Contra ele também há mandado de prisão. As investigações apontaram que o grupo criminoso pratica crimes como homicídios, extorsões, receptação, adulteração de sinal de veículo automotor e contrabando para obter vantagens patrimoniais e de domínio do território na região.  Ainda de acordo com as investigações, a milícia de Tandera ainda teria ligação com organizações que atuam em bairros como Santa Cruz, Campo Grande e Jacarepaguá, na zona oeste.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!