segunda-feira, outubro 25, 2021
InícioItaguaíPesquisa mostra que quase 70% dos itaguaienses desaprovam transporte público

Pesquisa mostra que quase 70% dos itaguaienses desaprovam transporte público

Prefeitura encomendou estudo e arquiteto responsável o apresentou em sessão na Câmara

A Prefeitura de Itaguaí convocou audiência pública na manhã da sexta-feira (24) para a apresentação dos indicativos utilizados no Plano de Mobilidade Urbana do município (PLANMOB – Itaguaí). O projeto está em fase de elaboração por uma Comissão de Trabalho Intersecretarial da prefeitura e mostra que 70% dos itaguaienses desaprovam o transporte público. O evento aconteceu na Câmara Municipal de Itaguaí e não teve a presença de público, devido à pandemia. Participaram o Secretário Municipal de Transporte – José Carlos da Silva Filho, o arquiteto urbanista Vinícius Ribeiro e o Subsecretário de Transportes e presidente da Comissão de Trabalho Intersecretarial – Samuel Sérgio Alves. Quem apresentou o estudo foi Ribeiro, diretor da empresa Vinicius Ribeiro Arquitetura, Planejamento e Mobilidade LTDA – ME, que faz parc

A Prefeitura de Itaguaí convocou audiência pública na manhã da sexta-feira (24) para a apresentação dos indicativos utilizados no Plano de Mobilidade Urbana do município (PLANMOB – Itaguaí). O projeto está em fase de elaboração por uma Comissão de Trabalho Intersecretarial da prefeitura e mostra que 70% dos itaguaienses desaprovam o transporte público.

O evento aconteceu na Câmara Municipal de Itaguaí e não teve a presença de público, devido à pandemia. Participaram o Secretário Municipal de Transporte – José Carlos da Silva Filho, o arquiteto urbanista Vinícius Ribeiro e o Subsecretário de Transportes e presidente da Comissão de Trabalho Intersecretarial – Samuel Sérgio Alves.

Quem apresentou o estudo foi Ribeiro, diretor da empresa Vinicius Ribeiro Arquitetura, Planejamento e Mobilidade LTDA – ME, que faz parceria com a Prefeitura de Itaguaí na elaboração do plano. Os dados exibidos são resultados de duas pesquisas – uma sobre satisfação do usuário quanto ao serviço ofertado por transporte coletivo urbano (vans), e outra sobre origem e destino e a percepção do usuário quanto à mobilidade.

CIDADÃOS INSATISFEITOS

Os agentes das pesquisas ouviram 1.304 pessoas entre os dias 12 e 21 de setembro deste ano. De acordo com a análise dos dados, 43,56% dos cidadãos de Itaguaí estão insatisfeitos com o transporte coletivo no município e 24,81% estão totalmente insatisfeitos. Se a pergunta muda para a percepção durante o período do final de semana, a insatisfação dos cidadãos fica ainda mais evidente: 39,89% estão insatisfeitos e 47,71% responderam estar totalmente insatisfeitos.

Os dados ainda demonstram que a maioria da população (57,7%) utiliza transporte coletivo para seus deslocamentos e 15% se locomovem em transporte não motorizado, como bicicleta e a pé. Outros 20,9% utilizam automóvel, seja como motorista, carona ou aplicativo. Ao aprofundar o último dado, dos que se locomovem em automóveis, 11% utilizam como motoristas, 5,9% utilizam aplicativos (como Uber, 99, entre outros) e 4% utilizam automóveis como carona.

PLANO DE MOBILIDADE URBANA

A Lei Federal 12.581/2012 é o que define as diretrizes da política nacional de mobilidade. Ela determina que os municípios com população acima de 20 mil habitantes são obrigados a instituir um Plano de Mobilidade Urbana, integrando-o e compatibilizando-o com os planos diretores. 

Anteriormente, o prazo para a estipulação e conclusão do plano era de sete anos a partir de sua data de publicação. e o município de Itaguaí em abril de 2019 chegou a perder na justiça uma ação civil pública do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), segundo reportagem publicada no site do órgão. A prefeitura teve que apresentar cronograma e plano de trabalho para iniciar e concluir o projeto, sob pena de multa.

Só que em 2020 uma nova determinação na Lei nº 14.000/2020 afrouxou a data-limite de entrega e definiu que os municípios até 250 mil habitantes podem concluir o plano de mobilidade urbana até 12 de abril de 2023. Desde então, a gestão municipal de Itaguaí promoveu outras duas audiências públicas no intuito de promover questões ligadas ao deslocamento na cidade, como a acessibilidade, incentivo à utilização do transporte público e à preservação do meio ambiente natural através da diminuição de poluentes.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!