quarta-feira, janeiro 26, 2022
InícioSem categoriaPense antes de julgar

Pense antes de julgar

Será que aquilo que falam é de fato o que falam?

Será que aquilo que dizem é de fato o que dizem?

Será que a verdade, é só uma forma de pensar, ou será que existe uma forma de pensar sem pensar também na verdade?

Qual é a verdade do fato?

Qual é a verdade do ocorrido?

Será que tudo que dizem é verdade?

Em meio a tantas indagações, como compreender e entender a verdade?

Como achar a verdade?

De uma coisa podemos ter certeza, se alguém fala algo ruim ou mal de algo ou acerca de alguém ou acerca de alguma coisa (seja lá o que for), se acreditamos nessa pessoa acerca da tal pessoa que falou de algo ou de alguém sem ouvir a outra pessoa que alguém falou dela ou de algum outro assunto (seja lá o que for) então precisaremos ouvir os dois lados da versão da história para acharmos a verdade acerca dos fatos.

Porque uma pessoa contará a versão da história da forma que ela compreendeu e entendeu a história. E a outra pessoa, que tem outra versão, contará a versão conforme a sua capacidade e conforme também a sua compreensão em entender e ver e apurar a  veracidade da história.

E poderá ainda haver uma terceira linha, que poderá trazer uma versão ou uma linha de pensamento diferente da realidade, distorcendo totalmente a realidade dos fatos.

Cada pessoa possui a sua capacidade de compreensão de fatos e valores, e ela narrará, ou contará a sua história ou a história do outro, conforme a sua capacidade de compreensão daquela história. Então o que vale não é o que dizem, mas o que realmente somos ou o que sou ou o que seremos.

Então o que vale é o que é ou o que já ocorreu de fato ou o que aconteceu de fato ou o que foi ou o que é ou o que será, não porque apenas alguém disse, mas sim por ter acontecido ou ocorrido ou o que está ocorrendo ou o que está a acorrer também.

Então é importantíssimo apurar e analisar os fatos à luz de uma clareza e sinceridade para se chegar a uma conclusão de fatos e de definições para que a outra ou até mesmo a mesma pessoa não seja julgada e sentenciada de maneira injusta e cruel.

Mas muitas vezes as pessoas são julgadas e sentenciadas até sem ter sido ouvidas, sem ter a chance de se defenderem, porque ouviram falar algo daquela pessoa e já definiram como verdade.

Então precisamos ter cuidado, muito cuidado naquilo que falamos e naquilo que afirmamos que é verdade, porque muitas vezes alguém pode estar sendo injustiçado.

Portanto eu lhes digo e afirmo aqui, em qualquer apuração de fatos acerca de alguém é preciso ouvir as duas partes, a parte de quem está falando de alguém, mas também a parte de quem está sendo colocado como culpado acerca de algo ou acerca de um ocorrido.

Portanto mais uma vez eu lhes digo, cuidado, muito cuidado! Não julgue! Não sentencie alguém injustamente, porque da mesma maneira com que julgardes alguém hoje, amanhã poderás ser julgado também.

Com o mesmo juízo com que julgardes hoje poderás ser julgado também (Leia Mateus capitulo 7 versículo 1 e 2).

Veja mais de:
Artigo anteriorNovo secretário
Próximo artigoCaminhos Profissionais
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!