quinta-feira, dezembro 9, 2021
InícioItaguaíParóquia Santa Teresinha tem dia de festa em Seropédica

Paróquia Santa Teresinha tem dia de festa em Seropédica

CELEBRAÇÃO RELIGIOSA Os fiéis que compõem a comunidade religiosa da Paróquia Santa Teresinha, em Seropédica, viveram um dia especial, no domingo (13), quando foi celebrado o Domingo da Alegria, também chamado de Domingo Gaudete, dia que traz em si as alegrias próprias da proximidade da grande solenidade do Natal, em que a liturgia reflete a felicidade pela vinda de Cristo.

O Domingo da Alegria, como é chamado o terceiro domingo do Advento, também ficou marcado pela dedicação do altar da igreja matriz, em missa presidida pelo titular da Diocese de Itaguaí, dom José Ubiratan Lopes. Durante a cerimônia, dom José Ubiratan abençoou a nova mobília que compõe o presbitério; a nova via-sacra; as imagens do Cristo Crucificado; de Nossa Senhora do Sorriso, que é invocada especialmente em auxílio aos que sofrem de síndrome do pânico e doenças

CELEBRAÇÃO RELIGIOSA Os fiéis que compõem a comunidade religiosa da Paróquia Santa Teresinha, em Seropédica, viveram um dia especial, no domingo (13), quando foi celebrado o Domingo da Alegria, também chamado de Domingo Gaudete, dia que traz em si as alegrias próprias da proximidade da grande solenidade do Natal, em que a liturgia reflete a felicidade pela vinda de Cristo.

O Domingo da Alegria, como é chamado o terceiro domingo do Advento, também ficou marcado pela dedicação do altar da igreja matriz, em missa presidida pelo titular da Diocese de Itaguaí, dom José Ubiratan Lopes. Durante a cerimônia, dom José Ubiratan abençoou a nova mobília que compõe o presbitério; a nova via-sacra; as imagens do Cristo Crucificado; de Nossa Senhora do Sorriso, que é invocada especialmente em auxílio aos que sofrem de síndrome do pânico e doenças da alma; e de Santa Teresinha, doutora da igreja e padroeira de Seropédica. 

O serviço religioso foi concelebrado também pelo padre Fábio de Melo Gonçalves e o delegado arquiepiscopal para a Causa dos Santos, dom Roberto Lopes. Dom Roberto levou consigo a Relíquia de Santa Catarina de Sena, santa dominicana do Século XIV e também doutora da igreja, que foi solenemente depositada sob o novo altar dedicado. 

OS FIÉIS ficaram afastados nos espaços disponíveis por causa da covi-19

 

Dom José Ubiratan informou que o mesmo Cristo que erguido no madeiro da Cruz se tornou vítima perfeita e altar do sacrifício, renovando em si todas as coisas. Segundo ele, deste modo, a beleza artística das imagens abençoadas da nova mobília e principalmente a liturgia vivida na Paróquia de Santa Teresinha exprimiram de forma ainda mais evidente o Mistério da Encarnação de Jesus Cristo, que através de sua paixão, morte e ressurreição possibilitou a todos aqueles que creem a vida eterna. 

 

 

MOMENTO EMBLEMÁTICO da cerimônia, que teve dois concelebrantes (FOTOS STUDIO FOTOGRÁFICO COSTA VERDE)
Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!