sábado, outubro 16, 2021
InícioSem categoriaNova audiência pública debate a questão da perícia de Itaguaí

Nova audiência pública debate a questão da perícia de Itaguaí

EMBARAÇO A questão da perícia médica de Itaguaí parece estar chegando ao fim. Na segunda audiência pública realizada nesta sexta-feira (24), no auditório do Ministério Público do município, representantes da prefeitura e servidores chegaram a acordo em alguns pontos.

A audiência organizada pelo Movimento Unificado dos Servidores Público de Itaguaí (MUSPI), com apoio da Comissão de Trabalho da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, contou com a presença do vereador Willian Cezar (PSB); do subsecretário municipal de Gestão, Wagner Almeida; da representante do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe/Itaguaí), Maria Oliveira da Penha; da representante do Fórum de Trabalhadores da Assistência Social, Priscila Ribeiro Lima; da representante do Sindseguridade, Hellen de Oliveira Senna; do assessor jurídico munici

EMBARAÇO A questão da perícia médica de Itaguaí parece estar chegando ao fim. Na segunda audiência pública realizada nesta sexta-feira (24), no auditório do Ministério Público do município, representantes da prefeitura e servidores chegaram a acordo em alguns pontos.

A audiência organizada pelo Movimento Unificado dos Servidores Público de Itaguaí (MUSPI), com apoio da Comissão de Trabalho da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, contou com a presença do vereador Willian Cezar (PSB); do subsecretário municipal de Gestão, Wagner Almeida; da representante do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe/Itaguaí), Maria Oliveira da Penha; da representante do Fórum de Trabalhadores da Assistência Social, Priscila Ribeiro Lima; da representante do Sindseguridade, Hellen de Oliveira Senna; do assessor jurídico municipal, Gabriel Rocha; e de representantes da sociedade civil do município.

Recentemente, a comissão que discute o caso realizou duas reuniões para apresentarem propostas na tentativa de solucionar os problemas quanto à perícia.  Um documento feito em conjunto serviu de base para a nova audiência pública. Um dos pontos divergentes da reunião foi o desconto dos servidores. O representante da Comissão de Trabalho da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro sugeriu que o abatimento de salários seja feito caso haja má fé por parte do servidor. “Temos que encontrar uma maneira de penalizar quem age de má fé”, disse o participante.

Outra denúncia feita pelos servidores foi a questão da readaptação. Segundo relatos do público presente, pessoas estão sendo constrangidas ao serem realocadas para um novo local de trabalho. “A perícia nos realoca e nesse novo local de trabalho temos que exercer uma nova função, mas muitas das vezes somos obrigados a fazer o serviço que fazíamos antes e se você se nega a fazer, você é devolvido”, disse uma servidora. Alguns servidores ainda denunciaram maus tratos por parte dos peritos.

Ao final da audiência, foi elaborado um documento que será transformado em medida legislativa para acertar os tramites da perícia médica de Itaguaí.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!