segunda-feira, outubro 18, 2021
InícioItaguaíMangaratiba discute o combate a leishmaniose

Mangaratiba discute o combate a leishmaniose

Na quarta-feira (9) aconteceu uma reunião entre representantes da Secretaria de Saúde de Mangaratiba e da Fundação Oswaldo Cruz para falar sobre o trabalho de combate a leishmaniose realizado há anos pela fundação na Ilha da Marambaia. O intuito do encontro foi afirmar a parceria que já existe, e futuramente estendê-la para todo o município. Segundo Alexandre Cortez, responsável pelo programa há 13 anos, o intuito da reunião foi aproximar os novos profissionais da saúde do projeto. “Para que possamos falar a mesma língua e trabalhar coesos a fim de chegarmos a um denominador comum aonde a população venha sempre a ganhar”. LEISHMANIOSE Leishmaniose é uma doença infecciosa causada por protozoários parasitários do tipo leishmania transmitidos pela picada de insetos da subfamília dos flebotomíneos.  Existem três tipos

Na quarta-feira (9) aconteceu uma reunião entre representantes da Secretaria de Saúde de Mangaratiba e da Fundação Oswaldo Cruz para falar sobre o trabalho de combate a leishmaniose realizado há anos pela fundação na Ilha da Marambaia. O intuito do encontro foi afirmar a parceria que já existe, e futuramente estendê-la para todo o município.

Segundo Alexandre Cortez, responsável pelo programa há 13 anos, o intuito da reunião foi aproximar os novos profissionais da saúde do projeto. “Para que possamos falar a mesma língua e trabalhar coesos a fim de chegarmos a um denominador comum aonde a população venha sempre a ganhar”.

LEISHMANIOSE

Leishmaniose é uma doença infecciosa causada por protozoários parasitários do tipo leishmania transmitidos pela picada de insetos da subfamília dos flebotomíneos.  Existem três tipos principais: leishmaniose cutânea, leishmaniose mucocutânea e leishmaniose visceral. O sintoma mais evidente da forma cutânea são úlceras na pele. Na forma mucocutânea, as úlceras afetam não só a pele como também a boca e nariz. O sintoma inicial da forma visceral são úlceras na pele, a que mais tarde acresce febre, diminuição do número de glóbulos vermelhos e aumento de volume do baço e fígado. As infecções em seres humanos são causadas por mais de 20 espécies de leishmania. O parasita é transmitido pela picada de mosquitos fêmea de algumas espécies de flebotomínios. O diagnóstico da forma visceral pode ser feito por meio de análises ao sangue.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!