terça-feira, outubro 26, 2021
InícioItaguaíJustiça aceita denúncia por improbidade administrativa contra Charlinho

Justiça aceita denúncia por improbidade administrativa contra Charlinho

MAIS ENROSCO
A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público (MP) contra o prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB), numa acusação sobre improbidade administrativa. A decisão foi tomada porque quando assumiu a prefeitura, em janeiro de 2017, o prefeito Charlinho aumentou em 33% os salários dos secretários municipais e em 400% os dos diretores de um hospital. Uma das beneficiadas foi a mulher do prefeito, Andreia Busatto, atual secretária municipal de Educação e Cultura, cujo vencimento é de R$ 20 mil.

De acordo com o MP, o impacto na folha de pagamento foi de R$ 1,6 milhão até julho deste ano. A situação se tornou mais escandalosa porque esta elevação na folha foi seguida pela decisão do município, de decretar calamidade financeira, em novembro de 2017, num ato que foi considerado inconstitucional pelo Ministério Público.

MAIS ENROSCO

A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público (MP) contra o prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB), numa acusação sobre improbidade administrativa. A decisão foi tomada porque quando assumiu a prefeitura, em janeiro de 2017, o prefeito Charlinho aumentou em 33% os salários dos secretários municipais e em 400% os dos diretores de um hospital. Uma das beneficiadas foi a mulher do prefeito, Andreia Busatto, atual secretária municipal de Educação e Cultura, cujo vencimento é de R$ 20 mil.

De acordo com o MP, o impacto na folha de pagamento foi de R$ 1,6 milhão até julho deste ano. A situação se tornou mais escandalosa porque esta elevação na folha foi seguida pela decisão do município, de decretar calamidade financeira, em novembro de 2017, num ato que foi considerado inconstitucional pelo Ministério Público. Para a promotora de Justiça Gláucia Rodrigues Mello, os aumentos salariais foram uma afronta às normas da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!