segunda-feira, agosto 8, 2022
InícioDestaqueEvento do Sebrae RJ e parceiros com lançamento de livro sobre Economia...

Evento do Sebrae RJ e parceiros com lançamento de livro sobre Economia do Mar marcou Dia Mundial da Água

Autoridades e palestrantes exaltaram importância da preservação e da sustentabilidade econômica

O evento “Economia Azul – Dia Mundial da Água” – organizado pelo Sebrae RJ, Fecomércio RJ, governo do estado do RJ e demais parceiros – trouxe importantes debates sobre os recursos naturais e seus impactos na economia e no desenvolvimento dos territórios nos Polos Competitivos do Mar do Estado do Rio de Janeiro. Com a presença de autoridades e palestrantes, o encontro, bastante concorrido (cerca de 120 pessoas) foi considerado um sucesso pelos organizadores, ocorreu na tarde de terça-feira (22), na Marina da Glória, capital do RJ. Além das palestras e debates, houve o lançamento do livroEconomia do Mar – uma estratégia para o desenvolvimento econômico e social”, de forma presencial e com exemplares impressos. A obra é voltada principalmente para as micro e pequenas empresas do setor. O evento contou ainda com a visitação ao navio da Faculdade de Oceanografia da Uerj, que aportou na Marina especialmente para a ocasião.

PRESENÇAS ILUSTRES

Compareceram Vinícius Farah – Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico; o medalhista olímpico Lars Grael, que fez uma palestra; as deputadas estaduais Adriana Balthazar (PSD) e Célia Jordão (Patriota) e Leonardo Soares – presidente da Cedae.

Prestigiaram o evento, na mesa de debates: Márcio Vasconcellos – da Comissão Estadual de Desenvolvimento da Economia do Mar (Cedemar); Vinícius Crespo – do Instituto Fecomércio de Sustentabilidade; Lamounier Villela – da UFRRJ e José Luís Zamith – secretário estadual de Planejamento e Gestão.

Antônio Florêncio de Queiroz Junior – presidente da Fecomércio e do Conselho Deliberativo do Sebrae RJ também se fez presente. Do Sebrae RJ estiveram os seguintes representantes: Sérgio Malta, diretor de Desenvolvimento; Antonio Melo Alvarenga Neto, diretor-superintendente; Júlio Cezar de Freitas – diretor de Atendimento e Renato Regazzi – gerente de Grandes Empreendimentos.

Da esq. para a dir.: Renato Regazzi, Gerente de Grandes Projetos; Sérgio Malta, Diretor de Desenvolvimento; Antônio Melo Alvarenga Neto, diretor-superintendente (os três do Sebrae RJ). Vinícius Farah, último à direita, é secretário de Desenvolvimento Econômico do estado do Rio de Janeiro. Todos ressaltaram a importância da água no contexto do desenvolvimento sustentável (Fotos: ZZN Peres)

ÁGUA, FONTE DA VIDA

O objetivo do evento foi fomentar debates e apresentar subtemas relacionados à água como fonte de desenvolvimento sustentável. O Dia da Água, portanto, foi o pretexto principal para os convidados demonstrarem que é possível incentivar a economia e ao mesmo tempo preservar os mananciais e tudo o mais que venha da água. O tema “Economia Azul” ou “Economia do Mar” tem sido recorrente nas ações do Sebrae RJ, sempre no sentido de trazer progresso local em função das cadeias produtivas unidas em torno de clusters ou polos. No estado do Rio de Janeiro, o Sebrae tem empreendido esforços para aproximar grandes empresas de pequenos fornecedores e startups com foco na tecnologia e na inovação. O evento desta terça-feira na Marina da Glória ressaltou que unir essas pontas só é válido com responsabilidade social e ambiental.

VOZES E DISCURSOS

O diretor-superintendente do Sebrae RJ, Antonio Melo Alvarenga Neto, disse em seu discurso que a Economia do Mar é um caminho decisivo para a retomada do crescimento do estado do Rio de Janeiro. “Temos enorme potencial nos recursos marítimos, principalmente em relação aos setores de exploração e produção de petróleo, gás e energia, da construção naval, turismo e seus encadeamentos produtivos”, disse ele, e acrescentou: “No campo dos recursos hídricos, já assistimos um grande avanço com a privatização da Cedae. Além dos investimentos para o fornecimento de água, devemos comemorar o início de uma verdadeira revolução no saneamento básico, que, ao lado do aspecto empresarial, representa uma exigência fundamental para a cidadania”.

Campeão mundial e medalhista olímpico, o velejador Lars Grael palestrou no evento e lembrou que o descaso com os recursos hídricos vem de longa data e conscientização precisa ser constante (Foto: ZZN Peres)

Alvarenga celebrou a data e lembrou: “o Dia Mundial da Água é fundamental para discutir temas importantes relacionados a este recurso natural, seus impactos na economia e no desenvolvimento dos territórios nos polos competitivos do mar do Rio de Janeiro, de forma sustentável”.

Antônio Florêncio de Queiroz Junior, presidente da Fecomércio e do Conselho Deliberativo do Sebrae RJ, também lembrou da data e da importância do tema: “O Dia da Água é um bom momento para refletirmos sobre a utilização consciente deste vital recurso e protegermos os mananciais, visando o desenvolvimento sustentável”.

O Presidente da Fecomércio RJ e do Conselho Deliberativo do Sebrae RJ lembrou: “O Dia da Água é um bom momento para refletirmos sobre a utilização consciente desse recurso natural” (Foto: ZZN Peres)

Para o diretor de Desenvolvimento do Sebrae RJ, Sérgio Malta, as águas subterrâneas, grande fonte de água potável, devem ser vista por todos, tornando visível o invisível, para ser utilizada de forma sustentável.

Para o gerente de Grandes Empreendimentos, Renato Regazzi, “a Economia Azul é uma grande oportunidade de emprego e renda, por meio do fomento as micro e pequenas empresas potenciais participantes desta cadeia produtiva multisetorial, com vista no desenvolvimento regional sustentável e gestão ESG [em inglês, Environmental, Social and Governance, ou seja, Meio Ambiente, Sociedade e Governança].

AUTORIDADES DO ESTADO

Vinícius Farah, secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio de Janeiro, disse em seu discurso que durante muito tempo o potencial da Economia do Mar no estado ficou estagnado, mas que iniciativas recentes demonstram que a Economia do Mar deixou de ser uma promessa. Ele mencionou que Comissão Estadual de Desenvolvimento da Economia do Mar (Cedemar), que surgiu a partir do decreto 47.813, de 28 de outubro de 2021, no governo Cláudio Castro, já é uma realidade. Farah reiterou que o mar é uma das mais importantes fontes de progresso no estado, e que o desenvolvimento econômico só pode se estabelecer se houver respeito à natureza.

Marcio Pinheiro de Vasconcellos, superintendente da Economia do Mar e Secretário Executivo da Cedemar, disse que o evento foi excelente para reforçar o cuidado que se deve ter com a água, quer seja do oceano, água doce ou de mananciais. “Iniciativas desde tipo sempre ajudam a somar e a manter aceso o debate sobre o que podemos obter da natureza sem ofendê-la ou prejudicar as próximas gerações”, avaliou Vasconcellos.

A turma do Sebrae RJ que organizou o evento: muito trabalho e dedicação para promover debates em prol da Economia do Mar no Rio de Janeiro na Marina da Glória, com presença de convidados ilustres e autoridades estaduais (Divulgação / Sebrae RJ)

Leonardo Soares, presidente da Cedae, disse no seu discurso que a Cedae não tem medido esforços para que a água seja tratada com o respeito que merece e explicou para os presentes quais têm sido os cuidados da empresa no manejo deste importante e vital recurso. Sobre o evento, ele celebrou o fato de que houve troca de conhecimento e que o tema Economia Azul é muito relevante: “juntar pessoas qualificadas falando sobre esse assunto é ótimo”, avaliou ele.

Soares parabenizou os organizadores do evento e lembrou que a transição da gestão do Bloco 3 (leiloado em dezembro do ano passado, e que vai servir a 20 municípios, Itaguaí inclusive) para a nova concessionária, a Águas do Brasil, se dará em seis meses em um processo chamado “operação assistida”. Trata-se de uma espécie de observação de como se dá a operação para que a nova empresa a assumir já tenha se habituado aos procedimentos. O presidente lembrou que esse processo já ocorreu de forma bem-sucedida com os outros blocos leiloados, e que os investimentos assumidos pela concessionária nos municípios vão trazer muitas boas novidades no que diz respeito, principalmente, às estruturas de tratamento de esgoto.

LARS GRAEL

Um dos convidados ilustres do evento foi o velejador Lars Grael. Ele foi campeão mundial na classe Snipe, em 1983. Na classe Tornado, participou de quatro Jogos Olímpicos: Los Angeles (1984), Seul (1988), Barcelona (1992) e Atlanta (1996). Conquistou dois bronzes (Seul e Atlanta). É decacampeão brasileiro e pentacampeão sul-americano.

O supercampeão falou da sua evidente ligação com a água e da importância do assunto. “Tratamos muito mal esse tema”, avaliou. Lars mencionou também a ineficácia dos governos na gestão dos recursos hídricos, principalmente na questão de projetos de preservação ou despoluição que recebem investimentos, mas que não terminam nunca porque são abandonados independente de prazo de conclusão.

Ele também fez uma associação interessante ao tentar explicar porque, na sua visão, há uma certa aversão do brasileiro por questões que vão além da arrebentação: “O colonizador, o invasor, veio pelo mar, talvez isso explique”, filosofou o campeão, que foi muito aplaudido ao final da sua breve palestra.

NAVIO, DRONE e LIVRO

Os convidados puderam fazer uma visita ao navio oceanográfico da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), que ancorou na Marina da Glória para prestigiar o evento. Com 30,5 metros de comprimento e 7,8 metros de largura, o navio Professor Luiz Carlos ultrapassa 250 toneladas, tem capacidade para navegar com 30 pessoas e autonomia para permanecer até 15 dias no mar. O navio começou a operar em janeiro de 2020. Na ocasião do seu lançamento, o Reitor da Uerj, Ricardo Lodi Ribeiro, salientou: Um navio como este significa para a Faculdade de Oceanografia o mesmo que o Hospital Universitário representa para o curso de Medicina. Este laboratório flutuante beneficiará não só as nossas pesquisas como as de outras instituições do Rio de Janeiro.

Navio oceanográfico da Uerj, que navega desde 2020, estava aberto à visitação dos convidados, que puderam conferir instrumentos e instalações (Divulgação / Sebrae RJ)

Ainda em se tratando de tecnologia no mar, um estande de apresentação de um drone submarino esteve disponível para demonstrar a aplicação de um braço robótico, pois o controle remoto era acessível a quem quisesse pegar uma garrafa de plástico em um aquário com o equipamento dentro dele. O robô aquático é produto da Geosaker (www.geosaker.com), empresa participante do Programa Elo, da Itaguaí Construções Navais (ICN). O Programa une pequenos empreendimentos e startups (principalmente de tecnologia e inovação) à ICN, em uma lógica de evolução conjunta, com cursos de capacitação de novos fornecedores. Mais detalhes em https://cloud.divulga.sebraerj.com.br/icn .

Drone aquático da empresa Geosaker, parceira no Programa Elo da Itaguaí Construções Navais, permitiu que os convidados tentassem pegar garrafa plástica em um tanque na entrada do evento: Economia do Mar tem como lógica principal unir interesses de grandes e pequenas empresas em uma cadeia produtiva (Foto: ZZN Peres)

O evento serviu também para o lançamento do livro Economia do Mar: uma estratégia para o desenvolvimento econômico e social. A obra, voltada principalmente para as micro e pequenas empresas do setor, oferece, além de informações, possíveis soluções para a melhoria dos processos, proporcionando a elaboração de uma atuação estratégica de desenvolvimento. O livro já havia sido lançado em e-book, e pela primeira vez apresentou exemplares impressos.

Autores e coautores do livro sobre Economia do Mar, lançado durante o evento, a bordo do navio oceanográfico da Uerj. Da esq. para a dir.: Renato Regazzi, Professor Marcos Bastos, Ricardo Berbara e Wilton Victorio (Divulgação / Sebrae RJ)

O livro é resultado do empenho da Gerência de Grandes Empreendimentos, em parceria com a Gerência de Conhecimento e Competitividade, ambas do Sebrae, e fruto da Semana Polo do Mar Conecta, que integra o programa Rio Oportunidades de Negócios. A última edição, de grande sucesso, ocorreu em junho de 2021.

O livro traz artigos de 20 autores, entre especialistas, empresas e instituições ligadas ao tema. Os autores e coautores são Renato Regazzi, Marcos Bastos, Ricardo Berbara e Wilton da Cruz Victorio.

Para acessar o conteúdo do livro é só clicar neste link: https://loja.rj.sebrae.com.br/loja/conteudos/26-economia-do-mar .

Matérias relacionadas

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!