quarta-feira, janeiro 26, 2022
InícioPoderENTREVISTA: Lucas Dutra dos Santos, prefeito eleito de Seropédica.

ENTREVISTA: Lucas Dutra dos Santos, prefeito eleito de Seropédica.

“O fim das perseguições está próximo”

O PREFEITO eleito falou ao Atual com exclusividade sobre as diretrizes de sua administração

Na primeira entrevista concedida após sua confirmação como novo prefeito da cidade, o Professor Lucas anuncia as diretrizes que vão nortear sua administração, elegendo como prioridades a saúde, a geração de emprego e renda e a organização da máquina administrativa. Sem contar com a recomendável colaboração do atual governo no que deveria ser uma saudável transição, ele diz que precisou recorrer à Justiça para ter acesso às informações necessárias ao início de seu trabalho como gestor. Apesar disso, o prefeito eleito não parou de trabalhar, reiterando que vem buscando parcerias para pavimentar uma gestão que espera revolucionária. “Não podemos perder tempo, precisamos tirar Seropédica do atraso e colocar o município no Mapa do Desenvolvimento Econômico”, acentua ele na entrevista que segue:

ATUAL – Qual serão suas principais prioridades no início de sua administração?

Professor Lucas – Assim que assumir a prefeitura, vou trabalhar para unir Seropédica em torno de alguns pontos que considero importantes: a saúde, que está sem planejamento; a geração de emprego e renda, com a qualificação dos nossos trabalhadores, que terão mão de obra absorvida pelas empresas instaladas no município; a organização da máquina administrativa; e o fim das perseguições em Seropédica. Vou fazer uma gestão para acabar com desigualdades e corrigir desigualdades.

 

Como pretende lidar com essa situação da pandemia que atravessamos?

Hoje, Seropédica vive um “surto” de casos do coronavírus. Vamos priorizar o atendimento aos pacientes, sem deixar de dar atenção aos familiares destes pacientes e aos nossos profissionais de saúde. Assim que for autorizado pelas autoridades da saúde, vamos comprar a vacina e disponibilizar para a toda população de Seropédica.

 

Em relação às aulas na rede pública municipal de ensino, o senhor pretende seguir as determinações do Governo do Estado?

Sou professor e, como tal, me preocupa a questão do calendário escolar e o retorno às aulas. Faremos tudo, porém de forma segura e que não prejudique aos nossos alunos e aos nossos profissionais da educação.

 

O atual governo está colaborando para uma transição republicana?

Infelizmente não. O atual prefeito não aceitou a derrota nas urnas. Entrei com medida judicial para que possamos fazer a transição.

 

O senhor já escolheu o secretariado com que vai trabalhar?

Estou conversando com todos os segmentos da sociedade, para escolher os melhores e mais capazes, com o objetivo de reconstruir Seropédica.

 

Já pode adiantar alguns nomes?

Em breve, anunciarei o secretariado.

 

Pretende buscar integração com a UFRRJ para que a cidade usufrua benefícios dos sólidos e ricos conhecimentos ali produzidos?

A Universidade Rural é um celeiro de conhecimento técnico, científico e motivo de orgulho para todos os seropedicenses. Em breve, vou conversar com o reitor e tenho certeza de que formaremos grandes parcerias, em que o maior beneficiado será o povo.

 

O senhor começou a trabalhar logo depois de anunciada sua vitória. Que iniciativas já contabiliza desde então?

Rapaz… (risos) no dia seguinte às eleições, visitei diversas fábricas e anunciei que o fim das perseguições está próximo. Seropédica será uma das cidades mais prósperas da região. Não tenho dúvidas! Visitei diversas autoridades do estado e do Governo Federal e ainda não parei de trabalhar. Não podemos perder tempo, precisamos tirar Seropédica do atraso e colocar o município no Mapa do Desenvolvimento Econômico.

 

O senhor disse numa entrevista que seria o prefeito das parcerias. Como pretende lidar com o tema?

Sou do mesmo partido do governador Cláudio Castro (PSC) e recentemente estive com o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), ou seja, nossa parceria com o estado será fortalecida. Estive em Brasília, na semana passada e além do diálogo franco com diversos deputados federais, ficou acertado que todos trabalharão juntos, que vamos evoluir nas parcerias e avançar nas conquistas de que Seropédica tanto precisa.

 

Há moradores que reclamam das atividades do Centro de Tratamento de Resíduos Santa Rosa. Como pretende lidar com isso?

Assim que assumir a prefeitura, vou visitar o Centro de Tratamento de Resíduos (CTR). Sou conhecedor da área ambiental e entendo que temos que transformar a realidade do local. Vou buscar junto aos empresários do setor, alternativas para que os resíduos sejam tratados ambientalmente de forma correta. O CTR pode produzir diversos subprodutos, como herbicidas, biodiesel e carvão. Vou acompanhar de perto a questão do impacto ambiental.

 

A propósito, e a questão que se arrasta, da disputa territorial entre Itaguaí e Seropédica?

Durante o meu mandato de prefeito, creio que resolveremos este imbróglio jurídico. Vou determinar aos procuradores do município, atenção e dedicação total quanto ao tema. Acredito na solução.

 

O senhor pretende buscar integração com os municípios vizinhos para buscar caminhos conjuntos para problemas comuns, como preconiza a Câmara Metropolitana do Rio?

Claro que sim. Política não se faz olhando para o retrovisor. Independente da vontade de alguns políticos tradicionais da região, o povo de Seropédica manifestou a sua vontade de mudança democraticamente. Todas as parcerias serão bem vindas.

 

Apesar de ser a sede do Comitê Guandu-RJ, Seropédica não tem um histórico de efetivo relacionamento com o órgão, que tem atribuições consultivas, normativas e deliberativas relacionadas aos recursos hídricos locais. Pretende estreitar esses laços?

O Comitê Guandu é de grande importância para a criação de projetos ambientais, conscientização, otimização dos recursos hídricos, dentre outros, o saneamento rural. Pretendo participar de algumas reuniões nas Câmaras Técnicas e colaborar ao máximo com o Comitê Guandu.

“A Universidade Rural é um celeiro de conhecimento técnico, científico e motivo de orgulho para os seropedicenses. Vou conversar com o reitor e tenho certeza de que formaremos grandes parcerias”

 

“O Centro de Tratamento de Resíduos Santa Rosa pode produzir diversos subprodutos, como herbicidas, biodiesel e carvão. Vou acompanhar de perto a questão do impacto ambiental”

 

“Política não se faz olhando para o retrovisor. Independente da vontade de alguns políticos tradicionais da região, o povo de Seropédica manifestou a sua vontade de mudança democraticamente”

 

“O Comitê Guandu é de grande importância para a criação de projetos ambientais, conscientização, otimização dos recursos hídricos e do saneamento rural. Pretendo colaborar ao máximo com o Comitê Guandu”

 

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!