sexta-feira, dezembro 3, 2021
InícioItaguaíEducação de Mangaratiba realiza projeto sobre prevenção ao suicídio

Educação de Mangaratiba realiza projeto sobre prevenção ao suicídio

Orientadores Educacionais das unidades escolares de Mangaratiba participaram nesta quinta-feira (19) de uma roda de conversa do projeto “Setembro Amarelo: Prevenção ao Suicídio – Não Julgue, Escute!”. A ação foi realizada pela Secretaria de Educação, por meio do Centro Municipal de Atendimento Psicopedagógico (Cemap) e da Diretoria de Assistência Integral ao Educando (Daie), no auditório da Faetec. A iniciativa teve como objetivo conscientizar os profissionais sobre a importância de falar sobre o tema e como abordar o assunto nas escolas. A roda de conversa contou com a participação da psicóloga e do Psiquiatra do Cemap, Camila Amaral e Pedro Henrique Alonso, e do anestesista Marcelo Antonio Costa de Souza. Os profissionais abordaram o tema de forma descontraída e cada um citou uma particularidade. Pedro Henrique contextualizou o que

Orientadores Educacionais das unidades escolares de Mangaratiba participaram nesta quinta-feira (19) de uma roda de conversa do projeto “Setembro Amarelo: Prevenção ao Suicídio – Não Julgue, Escute!”. A ação foi realizada pela Secretaria de Educação, por meio do Centro Municipal de Atendimento Psicopedagógico (Cemap) e da Diretoria de Assistência Integral ao Educando (Daie), no auditório da Faetec. A iniciativa teve como objetivo conscientizar os profissionais sobre a importância de falar sobre o tema e como abordar o assunto nas escolas.

A roda de conversa contou com a participação da psicóloga e do Psiquiatra do Cemap, Camila Amaral e Pedro Henrique Alonso, e do anestesista Marcelo Antonio Costa de Souza. Os profissionais abordaram o tema de forma descontraída e cada um citou uma particularidade. Pedro Henrique contextualizou o que de fato é o suicídio. Já a psicóloga Camila falou sobre as várias formas de diagnosticar a situação nas escolas, e Marcelo Souza sobre diversas experiências da ação.

Para o orientador Educacional da Escola Municipal Caetano de Oliveira, em Itacuruçá, Ricardo Suzano, o encontro foi enriquecedor. “É necessário adquirir conhecimento para trabalhar com adolescentes. Infelizmente temos muitos casos de depressão nesta idade e estar preparado para lidar no dia a dia é muito importante”. 

O secretário de Educação, Valdemar Neto, agradeceu o envolvimento de todos. “Obrigada por se preocuparem em participar. Sabemos o quanto é importante capacitá-los para que possam lidar com possíveis alunos que passam por este problema. É uma pressão psicológica muito grande”.

A diretora do Cemap, Cristileine Pereira, acredita que o Orientador Educacional é responsável, dentro da escola, por detectar e visualizar o aluno que apresenta algum problema. “Nossa ideia foi passar para eles experiências e formas para lidar com o assunto”. O evento também contou com a presença da diretora do Daie, Gerlaine da Fonseca.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!