quinta-feira, outubro 21, 2021
InícioItaguaíDoutor Santos morre aos 89 anos, vítima da Covid-19

Doutor Santos morre aos 89 anos, vítima da Covid-19

Um dos médicos mais renomados de Itaguaí, atuante na cidade desde 1957, Jack Fernandes dos Santos morreu aos 89 anos, vítima da Covid-19, neste sábado (23), às 22h, no Hospital Oeste D’Or, em Campo Grande. Seu corpo foi enterrado no cemitério Jardim da Saudade, de Paciência, Rio de Janeiro, no domingo (24).

Mineiro de Santa Rita de Jacutinga, nascido em 1930, chegou em Itaguaí no ano de 1957 para assumir a função de médico, o único da cidade na ocasião, e desde então atuou em várias especialidades, entre elas clínica geral, otorrino, cirurgia geral e medicina do trabalho até se aposentar em 2016.

Doutor Santos, como era conhecido na cidade, foi o primeiro médico após a pandemia da Malária em Itaguaí e com seu trabalho como médico ajudou a cidade se recuperar. Trabalhou no Hospital São Francisco Xavier, no Nossa Senhora da Guia, ond

Um dos médicos mais renomados de Itaguaí, atuante na cidade desde 1957, Jack Fernandes dos Santos morreu aos 89 anos, vítima da Covid-19, neste sábado (23), às 22h, no Hospital Oeste D’Or, em Campo Grande. Seu corpo foi enterrado no cemitério Jardim da Saudade, de Paciência, Rio de Janeiro, no domingo (24).

Mineiro de Santa Rita de Jacutinga, nascido em 1930, chegou em Itaguaí no ano de 1957 para assumir a função de médico, o único da cidade na ocasião, e desde então atuou em várias especialidades, entre elas clínica geral, otorrino, cirurgia geral e medicina do trabalho até se aposentar em 2016.

Doutor Santos, como era conhecido na cidade, foi o primeiro médico após a pandemia da Malária em Itaguaí e com seu trabalho como médico ajudou a cidade se recuperar. Trabalhou no Hospital São Francisco Xavier, no Nossa Senhora da Guia, onde foi sócio, e no SASE, onde exerceu a atividade de cirurgião e anestesista. Chefiou por muitos anos o então único Posto de Saúde de Itaguaí. Tinha uma clínica particular na Rua Manoel Joaquim da Paixão e fundou neste local uma clínica de medicina do trabalho.

Antes de exercer a medicina, foi oficial da Marinha e do Exército e professor. E, em Itaguaí, desenvolveu atividades extras à medicina, muitas delas ao lado da esposa, já falecida, professora Nair Santos. Atuante em diversas entidades sociais, foi maçom, iniciado na Loja Barão de Teffé, presidindo-a por duas vezes, e ajudou a fundar várias entidades de classe e sociais, como o Lions Club e Rotary Club da cidade, a Associação Comercial, Agro-Pastoril de Itaguaí –  nos anais da Aciapi seu nome se eterniza como presidente da assembleia de instalação da entidade, a Associação Médica de Itaguaí e o Campestre Clube de Itaguaí.

Doutor Santos atuou na compra do terreno e da construção das instalações do CSU – Centro Social Urbano e ajudou a trazer escolas para a cidade, entre elas a Divisão Blindada e o Teotônio Vilela.

Em nota de pesar e agradecimento, divulgada nas Redes Sociais, seu filho Jack Fernandes dos Santos Filho comenta: “Mediante a epidemia, Deus convocou reforço. Dr Santos, com certeza, se junta aos anjos que nos protegem”.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!