Defesa de Miriam Pacheco nega denúncia da ex-vereadora pelo MP

CORREÇÃO

Em relação à matéria “Justiça determina prisão preventiva de quatro ex-vereadores de Itaguaí”, publicada pelo ATUAL, sobre a prisão preventiva decretada de quatro ex-vereadores da cidade, a banca Marcos Barros Espínola Advogados Associados, que representa a ex-vereadora Miriam Pacheco, declara que diferentemente da afirmação veiculada na matéria, Miriam Pacheco não foi denunciada pelo Ministério Público, sendo, portanto, equivocada a informação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o advogado Marcos Espínola, titular da banca, a menção é, não só errônea, como gravemente prejudicial à sua cliente, denegrindo sua imagem e arranhando significativamente sua reputação. Para o advogado, em tempos de fake news, a informação, que não condiz com a verdade, carece de uma retratação imediata, buscando a reparação do fato mencionado em prol do compromisso com a verdade e justiça para com uma cidadã que teve seu nome atrelado a uma denúncia inexistente.

Redação

O Jornal Atual atua desde 2001 nas cidades de Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica, bem como em parte da Zona Oeste do município do Rio de Janeiro, abordando o cotidiano da região e prestando serviço à comunidade da qual está inserida.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
/* */