quarta-feira, outubro 27, 2021
InícioItaguaíDefesa Civil Estadual alerta sobre riscos de deslizamento em Mangaratiba

Defesa Civil Estadual alerta sobre riscos de deslizamento em Mangaratiba

PREVENÇÃO

O fim de semana foi de transtornos para moradores de Mangaratiba. Na manhã de sábado (24) o vento forte atingiu vários distritos da cidade. Durante todo o dia as rajadas de vento arrancaram árvores e postes de luz causando transtornos e prejuízos aos moradores. Na Praça do Tenório, em Muriqui, uma árvore foi arrancada pela raiz caindo em cima de um carro. Vários pontos da Rodovia Rio Santos estavam em estado de alerta com a queda de árvores na pista. Já na Praia do Saco, na Fazenda Santa Justina, o vento foi responsável pela queda de um poste de luz, deixando os moradores da localidade sem energia elétrica.

A forte chuva que caiu no estado, na noite de domingo provocou alagamentos em várias ruas do município, na manhã desta segunda-feira (26). De acordo com Defesa Civil, choveu cerca de 140 mm em 24 horas.

O órgão informou q

PREVENÇÃO

O fim de semana foi de transtornos para moradores de Mangaratiba. Na manhã de sábado (24) o vento forte atingiu vários distritos da cidade. Durante todo o dia as rajadas de vento arrancaram árvores e postes de luz causando transtornos e prejuízos aos moradores. Na Praça do Tenório, em Muriqui, uma árvore foi arrancada pela raiz caindo em cima de um carro. Vários pontos da Rodovia Rio Santos estavam em estado de alerta com a queda de árvores na pista. Já na Praia do Saco, na Fazenda Santa Justina, o vento foi responsável pela queda de um poste de luz, deixando os moradores da localidade sem energia elétrica.

A forte chuva que caiu no estado, na noite de domingo provocou alagamentos em várias ruas do município, na manhã desta segunda-feira (26). De acordo com Defesa Civil, choveu cerca de 140 mm em 24 horas.

O órgão informou que recebeu alerta do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), de deslizamentos para várias localidades.

Nesta segunda-feira os agentes da Defesa ainda estavam em ação pela cidade. As sirenes de alerta das comunidades de Muriqui e Itacuruçá foram acionadas informando os altos índices pluviométricos. A recomendação é que moradores das áreas de risco em Muriqui e Itacuruçá se desloquem para os pontos de apoios. Em Muriqui, moradores das Cachoeiras I e II devem se dirigir para o Campo de Futebol do distrito, já em Itacuruçá, moradores devem procurar o ponto de apoio da Estação Ferroviária. A Defesa Civil informou ainda que disponibiliza transporte para levar os moradores até o local e que em caso de emergência, o órgão deve ser acionado por meio dos telefones 199 e 3789-2812.

O secretário Adjunto da pasta, Eduardo Carvalho, destacou que, com a chegada do verão, chega também a época das fortes chuvas, e que as equipes já preparam as comunidades. “No mês de dezembro serão várias ações informativas e de conscientização, além dos simulados”, disse.

Ação de prevenção

A Secretaria de Estado de Defesa Civil (Sedec-RJ) e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) realizaram, neste domingo (25.11), um simulado de desocupação em comunidades vulneráveis. A atividade foi realizada, simultaneamente, em onze municípios. O treinamento envolveu 17 órgãos estaduais e municipais, cerca de 500 agentes e voluntários e, aproximadamente, 2.300 famílias.

A operação faz parte do calendário de ações alusivas ao Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres, comemorado dia 29 de novembro. A Sedec-RJ coordenou estratégias de monitoramento e o envio de alertas por SMS, entre outras atividades. O exercício tinha como objetivo a mobilização preventiva dos moradores de áreas de risco. “As pessoas foram orientadas por agentes a deixar suas casas e seguir para pontos de apoio. Nossa missão é estimular a cultura de prevenção, reduzindo os riscos perante situações emergenciais decorrentes de chuvas e inundações.”, afirmou o secretário de estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey Jr.

A simulação, realizada em parceria com as defesas civis municipais, órgãos governamentais e não-governamentais e a sociedade civil, aconteceu nos municípios do  Rio de Janeiro, Nova Friburgo, Teresópolis, Cachoeiras de Macacu, Petrópolis, Areal, Bom Jardim, Mangaratiba, São Gonçalo, Duque de Caxias e Magé.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!