quinta-feira, dezembro 9, 2021
InícioSem categoriaDecisão neste domingo em Mangaratiba

Decisão neste domingo em Mangaratiba

A VEZ DAS URNAS
Vivendo seguidos sobressaltos durante os mais recentes meses, com prisão de prefeito, interinidade, substituições repentinas e políticos foragidos da Justiça, a população de Mangaratiba viverá um novo momento neste domingo, quando, além de eleger os futuros presidente da República e governador do estado, é convocada a também decidir, por meio de eleição suplementar, quem governará a cidade pelos próximos dois anos, numa nova oportunidade de alcançar uma tranquilidade político-administrativa proposta pelos cinco postulantes ao cargo.

Estarão na disputa ao cargo de prefeito o ex-vereador Alan Bombeiro (PSDB); a empresária Carla da Máquina (PRP); o comerciante e comodoro do Iate Clube de Muriqui, Cledson Barboza (Rede Sustentabilidade); o engenheiro civil Emil Crokidakis (PSOL); e o comerciante Evando Rezende (Progressistas

A VEZ DAS URNAS

Vivendo seguidos sobressaltos durante os mais recentes meses, com prisão de prefeito, interinidade, substituições repentinas e políticos foragidos da Justiça, a população de Mangaratiba viverá um novo momento neste domingo, quando, além de eleger os futuros presidente da República e governador do estado, é convocada a também decidir, por meio de eleição suplementar, quem governará a cidade pelos próximos dois anos, numa nova oportunidade de alcançar uma tranquilidade político-administrativa proposta pelos cinco postulantes ao cargo.

Estarão na disputa ao cargo de prefeito o ex-vereador Alan Bombeiro (PSDB); a empresária Carla da Máquina (PRP); o comerciante e comodoro do Iate Clube de Muriqui, Cledson Barboza (Rede Sustentabilidade); o engenheiro civil Emil Crokidakis (PSOL); e o comerciante Evando Rezende (Progressistas). Esses cinco postulantes vão disputar os votos de pouco mais de 36 mil eleitores, buscando o desafio de administrar uma cidade que apesar de grande vocação para o turismo, por exemplo, ainda não conseguiu dar a dimensão que o setor merece, ignorando potencialidades que podem dar um novo rumo à cidade.

Além das questões mais urgentes do dia a dia da cidade, o novo prefeito de Mangaratiba tem pela frente a urgente missão de efetivamente preparar a cidade, fazendo valer as premissas constantes da lei que dispõe sobre a revisão do plano diretor da cidade, com foco em políticas de desenvolvimento social e urbano, na questão ambiental, nas políticas estratégicas setoriais e, sobretudo, numa gestão democrática, para que histórias de triste memória sejam definitivamente colocadas no baú do passado. O ATUAL convidou os candidatos para entrevistas na redação, o que nem todos aceitaram. Mesmo assim, com base em postagens em suas redes sociais, o jornal apresenta a seguir um pouco do pensamento de cada um:

 

Alan Bombeiro – 45

Vice: Chicão da Ilha

Foto Divulgação

O olhar no básico

O ex-vereador Alan Bombeiro aceitou o convite para a entrevista no estúdio-redação do ATUAL, oportunidade em que falou que, se eleito, pretende se empenhar para atender às demandas básicas da população. Segundo ele, a população de Mangaratiba sofre com uma desesperança que vem de longa data, desejando muitas vezes simplesmente o funcionamento básico dos diversos setores da administração pública, o que não acontece hoje. Alan Bombeiro, que exerceu o mandado no Legislativo durante quatro anos, conta que desde os tempos de parlamentar se inquietava com as preocupações de moradores que não tinham atenção do poder público em sua esfera executiva. Ele conta que nasceu aí a sua percepção de que o Legislativo não tem muita força se o Executivo não tivesse um compromisso efetivo com o atendimento aos anseios da população.

Alan Bombeiro disse que um de seus principais compromissos é o de elevar a autoestima das pessoas, começando por mostrar exemplos na gestão, na qualidade, na capacidade, na seriedade, na vontade e na motivação. Ele prometeu se cercar de uma equipe técnica para se dedicar a tarefas como, por exemplo, a da aposta no turismo, seguindo a cartilha “Rio + Turismo & Negócios”, que foi entregue aos candidato ao Governo do Estado, e da qual pretende extrair projetos para dinamizar o setor na cidade.

 

Carla da Máquina – 44

Vice: Fernanda Rodrigues

Foto Divulgação

Gestão compartilhada

Por meio de uma inserção de vídeo na rede social Facebook, a candidata Carla Jordes, ou Carla da Máquina, promete fazer uma gestão compartilhada com a população, caso seja eleita prefeita no domingo (28). Ela diz que sua candidatura foi motivada por ela própria se revoltar com as notícias de corrupção que se multiplicaram na cidade nos últimos tempos, o que a deixa completamente indignada. Mesmo reconhecendo que não é amplamente popular na cidade, ela acredita que as pessoas que a conhecem podem ajudá-la a chegar ao seu objetivo, quando se propõe a fazer o novo, inclusive a colocar Mangaratiba numa trajetória de história política positiva. Carla, que é presidente do PRP Mulher no estado do Rio de Janeiro, propõe, como diz, um novo olhar para a cidade, através do qual sonha transformar a cidade pensando nas crianças, atendendo às suas necessidades, atentando para as carências dos jovens e do povo em geral. A candidata planeja implementar uma série de atividades nas escolas municipais e nos centros de referência de assistência sócia nos distritos, oferecendo práticas esportivas nos horários chamados de contraturnos. Carla da Máquina propõe ainda a ampliação das atividades de cunho social, para que um maior número de pessoas sejam alcançadas pelos projetos da prefeitura.

 

 

Cledson Barboza – 18

Vice: Emerson da Academia

Aposta no emprego

No estúdio-redação do ATUAL, o candidato Cledson Barbosa, ou Cledson do Iate, disse que pretende levar para a administração pública e experiência exitosa que vem colhendo em 12 anos como Comodoro do Iate Clube de Muriqui, de modo a restaurar uma gestão atuante para a cidade, a seu ver hoje abandonada à própria sorte, com serviços públicos de péssima qualidade oferecidos ao cidadão. Para Cledson, a série de erros cometidos pela chefia dos governos impõem sacrifícios à população, especialmente às pessoas mais simples, às pessoas que mais precisam. Com uma experiência de 32 anos no comércio, ele diz entender que na seara pública o patrão é o povo e, não, ao contrário, como acontece hoje em que os prefeitos ignoram solenemente a vontade popular. Se for eleito, Cledson aponta a geração de emprego como prioridade número um. Para combater essa deficiência, ele se refere ao slogan de sua campanha, acentuando que o combate à corrupção é a porta de entrada para a abertura de novos postos de trabalho na cidade, abrindo caminho também para soluções como o abastecimento de água em diversas localidades. Mesmo entendendo a importância do turismo, ele acredita que as necessidades prioritárias são as do povo da cidade, como, por exemplo, projetos de saneamento, e operação de eliminação de buracos nas ruas.

 

Emil Crokidakis – 50

Vice: Silvinho

Transparência e técnica 

Engenheiro civil formado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, reunindo ainda a experiência com gerência de projetos na renomada Fundação Getúlio Vargas, nas áreas pública e privada, Emil Crokidakis trabalhou como engenheiro no Ministério da Integração Nacional, numa das maiores obras do Brasil – a transposição do Rio São Francisco, tendo exercido ainda o cargo de diretor de Obras na Prefeitura de Itaguaí, além de emprestar seu talento profissional a empresas de engenharia, turismo e hotelaria. Com a mensagem de que “Está na hora de arrumar”, Emil se inquieta com o que classifica como um momento triste de crise, não apenas econômica, mas, principalmente, de falta de caráter, ética e honestidade. Para se contrapor a isso, ele assinala que deseja uma oportunidade de provar que, junto com o seu vice, o professor Silvinho, melhorar o município, com base em capacidade de gestão e em bons exemplos de sabedoria, honestidade, humanidade e vontade de ajudar o próximo. Em linhas gerais, Emil propõe transparência nas ações de governo; garantia de participação popular organizada, por meio de conselhos, associações de moradores e comerciais; descentralização administrativa; integração de toda a gestão municipal; e total observância às decisões técnicas.

 

Evando Rezende – 11

Vice: Leandro de Paula

Atenção às obras

Com a responsabilidade de quem recebeu o declarado apoio do ex-juiz federal Wilson Witzel, durante uma visita do candidato a governador a Itacuruçá, Evando Rezende tratou de obter semelhante declaração do candidato a vice-governador na chapa do PSC, Cláudio Castro. Com esse duplo apoio, espera não apenas a sua eleição como a dos dois aliados em nível estadual para colocar a serviço de Mangaratiba um programa de governo que contempla obras como a legalização de lotes na cidade e nas ilhas, a ordenação do serviço de táxi boat, a melhoria nos sistemas de captação de água, a ampliação da fiscalização com o objetivo de evitar invasões, a eliminação das valas de esgoto na orla de Itacuruçá, a construção do Centro de Especializações Médicas no Trevo da Praia do Saco, a revitalização do cais do Centro, o fomento à cultura como apoio às iniciativas do Beco Livre, Mercado do Produtor e das demais associações, a dragagem e cobertura do Canal do Leitão, atenção à maternidade, a realização de operações tapa-buraco, a recuperação da galeria do Morro do Cristo, o desassoreamento da Boca da Barra, dentre outras obras. Evando acredita que uma eventual eleição do candidato Wilson Witzel será essencial para que ele desenvolva uma administração, como ele mesmo diz, operar a mudança de que a cidade necessita.

RENATO REIS

renato.reis@jornalatual.com.br

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!