quarta-feira, outubro 20, 2021
InícioSem categoriaConsciência Negra — Conectando com a Manu

Consciência Negra — Conectando com a Manu

Esta semana comemoramos o Dia da Consciência Negra, uma data muito importante para a valorização e reflexão sobre a nossa história e sobre a realidade social dos negros no Brasil. Esta data foi escolhida, pois o dia 20 de novembro é relacionado com a morte de Zumbi dos Palmares, um dos maiores líderes negros do Brasil, que lutou pela libertação do seu povo.

A data é muito marcante e levanta questões como: racismo, discriminação, igualdade social. É uma data que incentiva fóruns, debates e atividades que valorizam a cultura africana.

É importante refletir, sobre um debate que aconteceu nas redes sociais este ano entre os que defendem a importância deste dia e outra opinião é que precisamos de dia da consciência humana, na verdade a consciência, o respeito, a valorização das culturas em geral e igualdade de direitos e oportunidades, de

Esta semana comemoramos o Dia da Consciência Negra, uma data muito importante para a valorização e reflexão sobre a nossa história e sobre a realidade social dos negros no Brasil. Esta data foi escolhida, pois o dia 20 de novembro é relacionado com a morte de Zumbi dos Palmares, um dos maiores líderes negros do Brasil, que lutou pela libertação do seu povo.

A data é muito marcante e levanta questões como: racismo, discriminação, igualdade social. É uma data que incentiva fóruns, debates e atividades que valorizam a cultura africana.

É importante refletir, sobre um debate que aconteceu nas redes sociais este ano entre os que defendem a importância deste dia e outra opinião é que precisamos de dia da consciência humana, na verdade a consciência, o respeito, a valorização das culturas em geral e igualdade de direitos e oportunidades, deveria ser uma realidade a muito tempo, mas não é assim na prática.

Podemos perceber isso avaliando no número de negros em cargos de chefia nas empresas, que ainda é pequeno, em posições de destaques em várias carreiras como: ator, juízes, médicos, modelos e em vários ambientes ainda é pequeno… Mas o número de jovens que morrem de forma violenta infelizmente, a porcentagem de negros é mais de 70%, também no número de pessoas em situação de rua os negros são maioria, no número de desempregados…maioria.

Então eu entendo que é preciso falar sim e agir também para a valorização da cultura e o respeito e também pela igualdade de oportunidades e direitos, isso não pode acontecer só nas leis e sim ser visto no dia a dia.

É preciso mudar e para mudar temos que falar sobre isso, o preconceito é a coisa mais absurda que existe.

Racismo é crime! Diga não ao preconceito!

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!