domingo, agosto 14, 2022
InícioDestaqueCefet faz parceria com a Prefeitura de Itaguaí para educação empreendedora

Cefet faz parceria com a Prefeitura de Itaguaí para educação empreendedora

Projeto Cefet Empreende tem o objetivo de capacitar 300 estudantes nas escolas selecionadas pela Secretaria de Educação

O Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckou da Fonseca (Cefet) de Itaguaí anunciou parceria com a rede municipal de ensino da cidade. Trata-se do Projeto Cefet Empreende, cuja meta é qualificar 300 estudantes dos oitavo e nono anos do ensino fundamental.

O Cefet Empreende tem o objetivo principal de fomentar a educação e a cultura empreendedora aos estudantes do ensino básico das instituições públicas de ensino localizadas em Itaguaí. Isso a partir do mês de março, segundo um dos coordenadores do projeto, Nelson Mendes Cordeiro.

“Estamos esperando que a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) nos passe o calendário do ano letivo. E a capacitação será feita em escolas que forem selecionadas pela secretaria. Também já temos o módulo de capacitação de professores para que eles sejam multiplicadores do projeto. Pretendemos abrir espaço nas escolas para fomentar o debate do empreendedorismo”, explicou Cordeiro, que também é professor do Cefet.

O QUE ABORDA A CAPACITAÇÃO

– O que significa “empreendedorismo’’?

– Como me tornar um bom empreendedor?

– O que é empreender para um jovem de 13-17 anos?

– O que é preciso para abrir meu próprio empreendimento?

– Exemplos de empreendedores brasileiros.

– Aplicações do empreendedorismo na vida cotidiana.

Tais questões serão abordadas por meio de oficinas e avaliações, sempre com atividades que mostrem aos estudantes como eles podem se engajar na educação empreendedora. Para Nelson, que coordena o projeto com o professor Ronaldo Bernardo Junior, trabalhar o empreendedorismo é salientar sempre a possibilidade de gerar empregos.

“O empreendedorismo ajuda a estimular o protagonismo juvenil, e a escola pode fazer uso do tema para ajudar o estudante a pensar em sua vida e programar ações para o futuro profissional. Em um mundo com cada vez menos empregos formais – mas com diversas demandas e oportunidades para atendê-las, é imperativo pensar no empreendedorismo, ainda que seja como um tema transversal na educação”, diz Cordeiro.

PROJETO DE LEI

Quando o coordenador fala da educação empreendedora como algo ainda transversal, ele se refere ao Projeto de Lei (PL) 2.944/2021, de autoria da senadora Katia Abreu, aprovado no Plenário do Senado, no dia 30 de setembro de 2021, em votação simbólica. O PL altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) para incluir os temas “empreendedorismo” e “inovação” nos currículos da educação básica e superior. A matéria ainda vai à votação na Câmara Legislativa (Agência Senado).

“O tema é transversal na educação até que a lei seja aprovada. Nossa intenção, com esse projeto aqui em Itaguaí, é colocar a cidade como precursora da educação empreendedora. A gente está fazendo um acordo de cooperação com a Prefeitura de Itaguaí, porque temos vários outros projetos que queremos implementar aqui na cidade”, revela Nelson Cordeiro, coordenador do Projeto Cefet Empreende.

Veja mais de:
Matérias relacionadas

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!