segunda-feira, agosto 8, 2022
InícioDestaqueCâmara de Itaguaí faz solenidade e concede honraria a 42 pessoas no...

Câmara de Itaguaí faz solenidade e concede honraria a 42 pessoas no dia do aniversário da cidade

CMI dificulta acesso da imprensa à cerimônia tradicional e, como de hábito, peca na divulgação dos agraciados

Em tese, recebe uma honraria quem fez algo notável, que repercute para o bem da sociedade, das pessoas em geral, ou alguém que oferece uma contribuição importante para algum setor, instituição etc. As honrarias em geral vêm sendo alvo de muita polêmica pelas escolhas dos contemplados, como por exemplo o caso recente do deputado Daniel Silveira (PTB/RJ), indicado para receber a Ordem do Mérito do Livro, conferida pela Biblioteca Nacional.

Em Itaguaí, porém, a polêmica da distribuição anual dos títulos pela Câmara Municipal de Itaguaí (CMI) fica escondida sob o manto da falta de divulgação, e qualquer questionamento é abafado por causa do desconhecimento da população em geral sobre quem de fato recebe as honrarias e porquê.

É evidente que muitas pessoas que já receberam os títulos são de extremo valor e muito contribuíram para a cidade. Ainda assim, poucos ficam sabendo o quão valorosas elas são e de que maneira se destacam e fazem a diferença. Suas histórias seguem ocultas e de conhecimento de poucos. A imprensa da cidade poderia ajudar nisso, tornar essas histórias mais conhecidas. Mas, como em tantas outras ocasiões, esbarra na burocracia e em outros interesses difusos.

Conceder a honraria, portanto, deveria ser uma oportunidade para que elas sejam mais conhecidas do público em geral e obtenham reconhecimento de todos. Mas não é assim que funciona, pelo menos não na maioria das vezes.

O que cabe ressaltar também são os critérios, que, além de subjetivos demais, ficam mais ou menos elásticos, a depender da legislatura. Vale dizer: é bastante razoável supor que há interesses políticos na escolha dos agraciados. O “fenômeno” não é de agora, mas se perpetua ano após ano.

NOMES “ESCONDIDOS”

Uma evidência disso é o fato de que a Câmara não divulgou nas suas redes sociais e nem no seu site os nomes dos agraciados na cerimônia “mais oficial” do ano na Casa de Leis: a que celebra o aniversário da cidade (em 5 de julho) e, ao mesmo tempo, concede três honrarias.

São elas: os títulos de Cidadão Itaguaiense e Cidadão Benemérito Itaguaiense e, a maior de todas, a Medalha de Honra ao Mérito São Francisco Xavier.

Recebem o título de Cidadão Itaguaiense pessoas que se destacam em Itaguaí sem serem nela nascidas.

O Título de Cidadão Benemérito Itaguaiense é para aqueles que nasceram na cidade.

A Medalha São Francisco Xavier é entregue sem que se atente para onde a pessoa nasceu.

Em suma, quando a Câmara divulga os nomes (em anos anteriores), o faz de modo precário. Este ano, fez pior: não divulgou.

O ATUAL perguntou à Câmara quem receberia as honrarias, e os motivos dessas pessoas terem se destacado. A reportagem não obteve uma resposta direta.

Houve apenas uma nota um tanto resumida e sem a lista de nomes: “Durante a cerimônia serão entregues os Títulos de Cidadão Itaguaienses, destinados a pessoas nascidas em outros municípios que, reconhecidamente, tenham prestado relevante serviço ao município, ou nele se destacado. Também serão entregues os Títulos de Cidadãos Beneméritos, concedido a pessoas nascidas no município, que reconhecidamente, tenham prestado relevante serviço ao município, ou nele se destacado pela atuação exemplar na vida pública e particular”.

Com a insistência do ATUAL em saber quem são os agraciados em 2022, a Câmara, de modo não-oficial, informou que os nomes foram publicados no Jornal Oficial da CMI.

Foi assim (edição 087) que a reportagem descobriu quem vai receber as honrarias, distribuídas da seguinte forma: Cidadão Itaguaiense (33), Cidadão Benemérito (8), Medalha São Francisco Xavier (1).

No total, 42 pessoas serão agraciadas pelo Município de Itaguaí. O que cada uma delas fez para merecer? A Câmara não diz.

A população, em sua maioria, não sabe, e, se quiser saber, vai encontrar dificuldades.

POLÍTICOS NA LISTA

O ex-vereador Noel Pedrosa é um dos que vão receber o título no dia próximo dia 5 de julho, na Câmara.

“Me sinto feliz por ser reconhecido pelo legislativo, afinal estive por dois mandatos, além do reconhecimento pelo trabalho que venho desenvolvendo frente a algumas instituições de ensino superior. É o reconhecimento de uma história não tem preço, agradeço ao amigo e vereador Haroldinho”, disse Pedrosa ao ATUAL. Noel foi indicado pelo vereador Haroldo Jesus (PV).

Há na lista, porém, pré-candidatos ao próximo pleito, e pode ser essa uma das razões para a Câmara decidir não expor os nomes. Um deles é o do governador Cláudio Castro (PL), que vai receber, digamos assim, a honraria máxima: a Medalha São Francisco Xavier.

Sem confirmação da sua identidade, o nome “Rubem Vieira de Souza” aparece na lista. Como o prefeito de Itaguaí não nasceu na cidade, e sim no Rio de Janeiro, há indícios de que ele seja um dos agraciados. O ATUAL pediu confirmação, mas até o momento não obteve. A prefeitura também não divulgou que o prefeito vai receber a honraria.

Há na lista pelo menos dois candidatos a deputado, e, sem que se saiba o que fizeram ou fazem por Itaguaí, há a chance de que as honrarias sejam afagos políticos. A questão esbarra no seguinte: a maioria das escolhas partem dos gabinetes dos vereadores, ou seja, a seleção acaba por ser muito mais pessoal do que institucional, com a tendência de que os edis agradem aos contemplados por motivos menos cívicos e mais estratégicos.

RESTRIÇÃO INÉDITA

Além da falta de divulgação dos nomes dos agraciados e das suas contribuições à cidade, a CMI encontrou um jeito de dificultar o acesso de jornalistas à solenidade do dia 5 de julho. Em tempos de trabalho remoto e facilidades que a tecnologia trouxe à sociedade, as regras para credenciamento de jornalistas incluíram uma novidade: para solicitar uma credencial, o jornalista deveria preencher uma ficha e protocolá-la, presencialmente, na sede da Câmara, com dois retratos 3×4.

Até então, havia a necessidade de cadastramento, mas não de protocolar na sede do legislativo de Itaguaí. Em tempos de facilidades que a internet proporciona, por que a burocracia?

A exigência certamente restringiu o número de profissionais que fariam a cobertura da cerimônia.

Some-se a isso a omissão de informações sobre os agraciados e a solenidade mais importante do legislativo municipal fica mais restrita não só à imprensa, mas à população em geral.

GIL TORRES

Em tempos de honrarias, o presidente da Câmara de Itaguaí, Gil Torres (PSL) recebeu uma, da Câmara de Vereadores do RJ: a Medalha Pedro Ernesto. A cerimônia aconteceu no dia 27 de junho.

A iniciativa foi do vereador da capital, Luciano Vieira (PL). A entrega da Medalha a Torres contou com a presença do vice-prefeito de Itaguaí, Valtinho Almeida (Podemos), vereadores da CMI, familiares e assessores do chefe do legislativo.

A Medalha de Mérito Pedro Ernesto foi criada em 1980, e é a principal comenda concedida pelos vereadores. É a primeira vez na história da cidade que um vereador a recebe. As redes sociais da Câmara de Itaguaí transmitiram o evento da Câmara da capital. Vereadores itaguaienses discursaram e parabenizaram Torres.

O vereador da capital, Luciano Vieira – que indicou o nome de Gil para receber a Medalha – destacou a carreira política do Chefe do Legislativo de Itaguaí e disse que conceder a honraria a ele era também “honrar toda a cidade de Itaguaí”.

AGRACIADOS

Seguem abaixo as listas com os agraciados do ano de 2022. Estas listas foram publicadas na edição 087 do Jornal Oficial da CMI:

Título de Cidadão Itaguaiense:

Alan Campos da Costa

Aline Gomes de Moraes Escafura Liccazali

André Almeida Monteiro

Antonio Xavier da Costa

Camila Costa da Silva

Carlus Wesley Baltazar da Nóbrega Pinheiro

Elcio Ferreto da Silva

Flavio dos Santos

Francisco Rodrigues de Sá

Ivana Quedevez Garrit

João Segundo de Medeiros

Jorge Antonio de Oliveira Francisco

Jorge Lucio Ferreira Miranda

José Antônio Tomé Ribeiro

José Carlos da Silva

Juranilda Rodrigues dos Santos de Oliveira

Luciano Vieira Mendes

Luiz Cláudio de Souza Ribeiro

Maria dos Prazeres Leite Santos

Mauriberto Amorim de Oliveira

Nair Mendes da Silva

Noel Pedrosa de Mello

Ranniery Maely Negreiros do Nascimento

Ricardo Abrão

Ricardo Ganem Leal

Roberto Luis Camara

Rubem Vieira de Souza

Sebastião Rodrigues Pinto Neto

Sergio Renato Ferreira Miranda

Tâmara Priscila de Araújo Aragão

Valdemir Oliveira de Araújo

Vera Lucia de Paula Ferreira

Walter Carvalho Pinheiro Filho

Título de Cidadão Benemérito Itaguaiense:

Ana Paula Machado de Lima

Carla Cristina de Lima Santiago

Cláudia Saad Ferreira

Ingrid Vidal Palhinha Kajishima

Rayssa Monteiro

Romildo Leitão

Victor Silva Rosa

Viviane Siqueira da Silva de Oliveira.

Medalha de Honra ao Mérito São Francisco Xavier: Governador do Estado do Rio de Janeiro – Cláudio Bonfim de Castro e Silva.

Matérias relacionadas

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!