quarta-feira, maio 18, 2022
InícioDestaqueAtividade portuária de Itaguaí contribui para faturamento histórico de Docas do Rio...

Atividade portuária de Itaguaí contribui para faturamento histórico de Docas do Rio de Janeiro

Balanço do ano de 2021 revelou recorde com a marca de pouco mais de R$ 1 bilhão devido a uma conjunção de fatores internos e externos

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) comemora o desempenho de 2021, com recorde histórico de faturamento anual ao atingir a marca de R$ 1,050 bilhão, o que representa um incremento, em termos nominais, de 62,1% em relação a 2020. Os quatro portos administrados pela Autoridade Portuária – Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis – movimentaram, juntos, um total de 61,9 milhões de toneladas, o maior volume de cargas em três anos. 

ITAGUAÍ 

O primeiro trimestre de 2021 já indicava os bons resultados do ano. Em abril do ano passado, a CDRJ anunciou o faturamento no primeiro trimestre de 2021 e o Porto de Itaguaí se destacou com um excelente resultado: R$ 123,2 milhões. Nos mesmos meses de 2020, a CDRJ arrecadou menos R$ 60 milhões com o Porto de Itaguaí. Segundo a empresa, o aumento se deu porque houve crescimento de 48,8% na movimentação de cargas, principalmente de minério de ferro.

Naquele período, o Porto de Itaguaí contribuiu para o resultado final de crescimento de 37% da CDRJ, que apresentou o faturamento em janeiro, fevereiro e março de 2021 de R$ 223,9 milhões. Até então, o maior dos últimos cinco trimestres.

OS FATORES

Segundo o diretor-presidente da Docas do Rio, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, o resultado financeiro obtido pela primeira vez na história da companhia deve-se a uma conjugação de fatores: “O faturamento extraordinário de 2021 foi impulsionado tanto pela alta na movimentação de cargas, quanto pelas variáveis como a taxa de câmbio e o preço do minério de ferro no mercado internacional, que amplificaram as receitas da exportação dessa nossa principal commodity. Além disso, vale destacar as negociações bem-sucedidas com nossos principais parceiros comerciais, a efetiva gestão do fluxo de caixa e o menor índice de dívidas dos últimos anos”, enumera Laranjeira. 

 Para o presidente Laranjeira, “o desempenho registrado no ano passado mostra a tendência de retomada econômica, após um período difícil em consequência da pandemia, e consolida a importância do complexo portuário fluminense para o desenvolvimento do país”. O diretor-presidente ressalta ainda que “a estimativa para este ano de 2022 é de que o ritmo de crescimento se mantenha, com a busca constante de eficiência administrativa e operacional”. 

 O diretor de Negócios e Sustentabilidade, Jean Paulo Castro e Silva, destaca que “o desempenho excepcional da Docas do Rio em 2021 é resultado da capacidade de adaptação da Autoridade Portuária e dos operadores que atuam nos portos do Rio ao novo contexto de mercado, surgido após a pandemia do Covid-19”. O diretor acredita que “a parceria que tem sido construída entre a administração portuária e os arrendatários coloca a Docas do Rio num novo patamar de movimentação e faturamento, que deve ser sustentado nos próximos anos.” 

 MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 

O relatório da área de Planejamento de Negócios da companhia aponta que, no resultado consolidado de 2021, a movimentação de 61,9 milhões de toneladas foi 13,2% superior ao total alcançado em 2020. De acordo com a análise, o desempenho de 2021 foi positivamente impactado pelo crescimento nas exportações de minério de ferro, com 44,8 milhões de toneladas movimentadas, que correspondem a uma alta de 13,7% em relação a 2020. Os dados indicam também o aumento de 9,6% na movimentação de carga conteinerizada, em especial no Porto do Rio de Janeiro. 

Matérias relacionadas

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!