Rodrigo Caio encara Fla como retomada da carreira

Rodrigo Caio chegou ao São Paulo com apenas 12 anos de idade. Seis anos depois estreava como profissional. De lá para cá são oito temporadas no profissional – a maior parte do tempo como titular -, um título no clube (reserva na Sul-Americana de 2012), conquistas em seleções de base e a representação sempre disputada por grandes agentes do mercado (Jorge Mendes e Carlos Leite já o tiveram na carteira de clientes). Com esse currículo, como explicar até certa aceitação da torcida são-paulina pela saída de um jogador de apenas 25 anos para o Flamengo?

Não é simples resumir uma carreira do prata da casa no São Paulo. Nascido em Dracena, cidade a 650 km de São Paulo, Rodrigo é cria de Cotia e já contou ter sentido preconceito no meio do futebol. Em 2016, meses antes de ser campeão olímpico no Rio, foi classificado como “jogador de condomínio” pelo então assessor da presidência Rodrigo Gaspar, no São Paulo. O jogador chegou a iniciar curso de Educação Física, mas trancou a matrícula quando a rotina no profissional se tornou intensa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em negociação com o Flamengo, que teve o aval do novo técnico Abel Braga, Rodrigo Caio confidenciou a amigos que trata a oportunidade como chance perfeita para autêntica retomada na carreira. Ao seu lado, além do experiente Rhodolfo, de 32 anos, também vai ter duas jovens promessas. Uma delas, Léo Duarte, hoje titular absoluto do Flamengo, com perfil físico semelhante. Matheus Thuler participa da preparação da seleção sub-20 para o Sul-Americano. (Fonte: globoesporte.globo.com).

Redação

O Jornal Atual atua desde 2001 nas cidades de Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica, bem como em parte da Zona Oeste do município do Rio de Janeiro, abordando o cotidiano da região e prestando serviço à comunidade da qual está inserida.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
/* */