terça-feira, outubro 26, 2021
InícioSem categoriaProcon realiza operação em supermercados na Zona Oeste

Procon realiza operação em supermercados na Zona Oeste

OPERAÇÃO O Procon Estadual do Rio de Janeiro, órgão vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, realizou na quarta-feira (30), uma operação de fiscalização nesta em supermercados da Zona Oeste para averiguar denúncias feitas por consumidores. De acordo com o Procon, os fiscais verificaram alimentos vencidos e sem especificação, aumento injustificado de preço do arroz e óleo, proibido pela Lei Estadual 8769/20, ausência de balança de precisão disponível para o consumidor, problemas estruturais e falta de cartaz com endereço telefone do Procon.

Segundo o Procon, Atacadão, Supermercados Unidos e Super Compras justificaram a elevação do valor de venda com a apresentação de notas fiscais de compra, que comprovaram o aumento de custos vindo dos fornecedores, que serão notificados para apresentarem uma justa causa. O Su

OPERAÇÃO O Procon Estadual do Rio de Janeiro, órgão vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, realizou na quarta-feira (30), uma operação de fiscalização nesta em supermercados da Zona Oeste para averiguar denúncias feitas por consumidores. De acordo com o Procon, os fiscais verificaram alimentos vencidos e sem especificação, aumento injustificado de preço do arroz e óleo, proibido pela Lei Estadual 8769/20, ausência de balança de precisão disponível para o consumidor, problemas estruturais e falta de cartaz com endereço telefone do Procon.

Segundo o Procon, Atacadão, Supermercados Unidos e Super Compras justificaram a elevação do valor de venda com a apresentação de notas fiscais de compra, que comprovaram o aumento de custos vindo dos fornecedores, que serão notificados para apresentarem uma justa causa. O Super Rede não apresentou justa causa para aumento de preços e deverá mostrar documentos comprobatórios em até 15 dias. Os agentes compararam os preços praticados no momento da fiscalização com os do mês de agosto registrados no sistema dos estabelecimentos.

O Procon informou ainda que mais de 137 quilos de alimentos vencidos e 41,8 quilos de produtos sem especificação quanto à data de validade e manipulação foram descartados no momento da fiscalização. Ausência de balança de precisão disponível para o consumidor, problemas estruturais e falta de cartaz com endereço e telefone do Procon foram as demais irregularidades encontradas.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!