sábado, outubro 16, 2021
InícioItaguaíPrefeitura de Itaguaí intensifica combate a roedores

Prefeitura de Itaguaí intensifica combate a roedores

Agentes realizaram operação de desratização no Hospital Municipal São Francisco Xavier

O Programa Municipal de Combate a Roedores, da Prefeitura de Itaguaí, segue intensificando as ações de desratização na cidade. Nesta segunda-feira (13) foi realizada uma operação de desratização no Hospital Municipal São Francisco Xavier. Os agentes da Vigilância Ambiental em Saúde também reforçaram o uso de raticidas nos bueiros do quarteirão e nos possíveis acessos à unidade de saúde.  De acordo com a prefeitura, o trabalho dos agentes será contínuo e as equipes farão visitas mensais para dar prosseguimento ao monitoramento e tratamento no local. Este ano os agentes já atuaram em diversos pontos da cidade, como em algumas ruas do Centro, no Calçadão e no Jardim Raiza (trecho que vai do Centro até o retorno do antigo Formigão), além do entorno do Terminal Rodoviário de Itaguaí. POSSÍVEL TRANSMISSOR DE DOENÇAS A S

O Programa Municipal de Combate a Roedores, da Prefeitura de Itaguaí, segue intensificando as ações de desratização na cidade. Nesta segunda-feira (13) foi realizada uma operação de desratização no Hospital Municipal São Francisco Xavier. Os agentes da Vigilância Ambiental em Saúde também reforçaram o uso de raticidas nos bueiros do quarteirão e nos possíveis acessos à unidade de saúde. 

De acordo com a prefeitura, o trabalho dos agentes será contínuo e as equipes farão visitas mensais para dar prosseguimento ao monitoramento e tratamento no local. Este ano os agentes já atuaram em diversos pontos da cidade, como em algumas ruas do Centro, no Calçadão e no Jardim Raiza (trecho que vai do Centro até o retorno do antigo Formigão), além do entorno do Terminal Rodoviário de Itaguaí.

POSSÍVEL TRANSMISSOR DE DOENÇAS

A Secretaria de Saúde reforça que ações como estas são fundamentais no combate aos roedores vetores de doenças. Esses animais são portadores de mais de 40 doenças transmissíveis aos homens e aos animais domésticos. As mais comuns são leptospirose, peste bubônica, tifo, salmonelose e hantavirose, e podem ser transmitidas pela urina.

Nas propriedades rurais, eles são temidos porque, além de roerem os sacos com grãos, depositam fezes, urina e pelos nos grãos e em outros produtos, tornando-os impróprios para o consumo humano e animal. Nas indústrias, os estragos causados por esses roedores nas fiações elétricas têm causado incêndios e outros grandes prejuízos.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!