quinta-feira, outubro 21, 2021
InícioItaguaíMulheres se destacam nas áreas acadêmica e do empreendedorismo

Mulheres se destacam nas áreas acadêmica e do empreendedorismo

EMPODERAMENTO FEMININO O Dia Internacional da Mulher simboliza a luta histórica das mulheres para terem seus direitos equiparados aos dos homens. Ocupando espaços e lutando contra desigualdades, elas avançam e preenchem lacunas. O Governo do Estado do Rio tem sido lugar para histórias de protagonismo feminino no campo acadêmico, no desenvolvimento tecnológico e no empreendedorismo.
No meio acadêmico, a presença feminina serve de inspiração e ressalta o processo de rupturas culturais. A primeira reitora negra de uma instituição universitária estadual, na Zona Oeste, Luanda Moraes, fala dos desafios que enfrentou para alcançar seus objetivos. “Na universidade, as mulheres precisavam provar mais do que os homens para terem respeito. Estamos no século XXI e ainda há preconceito com as mulheres no mercado de trabalho. Quando a mulher consegue in

EMPODERAMENTO FEMININO O Dia Internacional da Mulher simboliza a luta histórica das mulheres para terem seus direitos equiparados aos dos homens. Ocupando espaços e lutando contra desigualdades, elas avançam e preenchem lacunas. O Governo do Estado do Rio tem sido lugar para histórias de protagonismo feminino no campo acadêmico, no desenvolvimento tecnológico e no empreendedorismo.

No meio acadêmico, a presença feminina serve de inspiração e ressalta o processo de rupturas culturais. A primeira reitora negra de uma instituição universitária estadual, na Zona Oeste, Luanda Moraes, fala dos desafios que enfrentou para alcançar seus objetivos.Na universidade, as mulheres precisavam provar mais do que os homens para terem respeito. Estamos no século XXI e ainda há preconceito com as mulheres no mercado de trabalho. Quando a mulher consegue ingressar, as remunerações são cerca de 20% abaixo do que a dos homens. Isso é reflexo de uma sociedade pautada no machismo. Ainda se entende que as mulheres precisam ficar em casa, mas já foi comprovado que a nossa jornada é tripla. Tivemos avanços, sim, mas é importante saber que não podemos relaxar. Ainda estamos no início da caminhada pelo reconhecimento dos nossos valores”, destacou Luanda, que está à frente da Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste.

A reitora falou ainda sobre a presença de mulheres negras nas universidades.As políticas públicas de reparação do racismo estrutural são de uma grande importância para o aumento de mulheres negras nas universidades. As ações de inclusão nos permitem ocupar espaços e servir de inspiração para que outras meninas e jovens negras saibam que podem ocupar todos os espaços. Isso vai resultar, consequentemente, na inclusão das mulheres no mercado de trabalho formal com uma maior remuneração”, observou a reitora.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!